Adriana Vandoni revela videos da fase tucana de Paulo Henrique Amorim

Por Adriana Vandoni, do Prosa & Política

Não sei se Cazuza conheceu PHA, poderia ter composto Ideologia para ele. Diria que PHA é um estágio mais avançado do relatado por Cazuza. Os heróis de PHA não morreram de overdose. Eles sempre estiveram no governo, seja ele qual for. E sim, ele achou uma ideologia para viver. Ser governista. Reinaldo Azevedo já escreveu que se tem uma coisa que podemos admitir, é que PHA não muda. Quem muda é o governo.

Recebi uma série de cinco vídeos de PHA nos tempos em que era implacável ‘perseguidor’ de Lula, um então candidato a presidente, ainda uma espécie de Eymael, eterno candidato.  Paulo Henrique era apresentador da Band. Veja você mesmo o que é ser ideologicamente vigarista.

Leia a íntegra e veja os vídeos do eterno governista clicando aqui: Paulo Henrique Amorim – o homem que achou uma ideologia pra viver | Prosa & Política – Por Adriana Vandoni.

One thought on “Adriana Vandoni revela videos da fase tucana de Paulo Henrique Amorim

  1. Vim a ‘conhecer’ mais detalhadamente o Paulo Henrique Amorim,exatamente qdo passou a apresentar o Jornal da Band,e o Fogo Cruzado,e em ambos,vc deve lembrar,ele era o Editor-Chefe;a época,ainda fazia sucesso o ‘comentarismo’ de boris casoy…Agradeço aos céus,por ter tido oportunidade de compartilhar n um jornalismo show,ou comentado,ou faz de conta q sou sério,mas um jornalismo simples,crítico e “factual” -o apresentador n era celebridade,e as matérias tbém n;era jornalismo.Cabia ao telespectador tirar suas próprias conclusões (na verdade,se me permite a licença,eramos obrigados a pensar -n simplesmente digerir)…Vandoni lembra o caso de Lula-PH (eu como petista,n fiquei tão revoltado;lembro q um congressista,petista,em reunião pós-eleições,teceu comentários ,negativos ,sobre os motivos.Era o q eu pensava),deveria lembrar tbém,uma quita-feira (lembro até hoje,algo orgulhoso)qdo,baseado,e citando Carta Capital,ainda quinzenal,o Jornal da Band foi o único,ÚNICO,telejornal da chamada tv aberta(n lembro se já havia a fechada),a mostrar o CADAFALSO do então ministro mendonça de barros em depoimento ao senado -a matéria espirrava q ele estava fora…As famosas gravações encontradas “debaixo de um viaduto em Brasilia” ‘encontradas’ pela revista época (a maior esculhambação entre publicações e governos;virou um passa repassa deprimente…mostravam,sempre,trechos n comprometedores;a Carta jogou m…,e n esqueceu de esclarecer os possíveis motivos dos grampos ilegais.Sigilo da fonte,é uma coisa;os seus motivos,sãos deptos. outros )…na sexta-feira,os outros telejornais,c/ o estrago q o Jornal da Band-PHA tinha feito,o jeito foi tentar ‘desdizer o q se tinha dito’.Foi patético,senão trágico (embora PH tenha aumentado audiência do Jornal da Band,n se imaginava o alcance).Houve tbém o caso da eleição Marta-Covas-maluf…e tantos e tantos outros.Lembra,na terça ou sexta,a parte “O q Temos de Melhor”?!.O Fogo Cruzado trouxe vida às entrevistas e aos debates -dos mais variados assuntos…o jornal da band,e a band,me fizeram conhecer PH,agradeço,se é q tal agredecimento vai ser entendido como elogio…aumenta-se audiência,mas, motivos outros,e nunca bém explicados,ou ‘entendíveis’,dão basta.OK…Atraímo-nos,numa definição c/ queda pretensamente filosofica,por àquilo q nos é simpático,q se afina c/ nossas aspirações.Espero jamais largar o PH;já a band…porém,por questões de pendores,reconheço q a band n perde grande coisa…sou negro,pobre ,do recôncavo baiano;só seria importante,p/ a emissora,se me dedicasse a assistir o datena –como n gosto…azeite o meu,né n!?

    PS:p’ra quém ficava sonhando/delirando em ser autor de novelas (inclusive da band),deve significar algum tipo de evolução largar tais maluquices…e olha q nunca tive,ou fui beneficiado,por adjutório do setor publico (o município q moro,é administrado formalmente pelo PT !Olha a pompa do neguinho,moço!)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Proudly powered by WordPress
Theme: Esquire by Matthew Buchanan.