Com informações da Folha O Ibama rejeitou, em parecer, licença ambiental para uma das obras mais polêmicas do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento),...

Com informações da Folha

O Ibama rejeitou, em parecer, licença ambiental para uma das obras mais polêmicas do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), a construção da BR-319, que liga Porto Velho (RO) a Manaus (AM). O órgão acredita que o asfaltamento de um trecho com pouco mais de 400 km, provoca danos ambientais e tem falhas graves de projeto.

Segundo reportagem da Folha, o parecer considera o empreendimento “inviável ambientalmente” e aponta “falhas graves” no diagnóstico dos impactos da rodovia no meio ambiente e nas medidas de compensação desses impactos.

A decisão comprometeria o cronograma da obra. O último balanço do PAC previa que a conclusão da BR-319 se daria no final de 2011. Para isso, a licença ambiental prévia deveria ter sido liberada há três semanas.

O Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) informou que pedirá a revisão do parecer e responderá aos novos pedidos de informação.

Confira a matéria na íntegra (só para assinantes)

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *