A terça-feira promete ser decisiva para a oposição no Senado Federal. É neste dia que a bancada petista se reúne para entrar num consenso...

A terça-feira promete ser decisiva para a oposição no Senado Federal.

É neste dia que a bancada petista se reúne para entrar num consenso se vai apoiar ou não os recursos protocolados na Secretaria do Conselho de Ética.

Os primeiros pedidos são contra o arquivamento sumário de três denúncias feitas pelo líder tucano Arthur Virgílio (AM) contra o presidente do Senado, José Sarney.

Se conseguir a ajuda de parlamentares do PT no colegiado, os oposicionistas poderão, enfim, ver a investigação de possíveis irregularidades por parte de Sarney concluídas.

Nos bastidores, senadores do partido do presidente Lula sinalizam que pretendem defender a abertura de parte dos processos contra o parlamentar.

O trabalho amanhã também deve ser intenso, já que o encontro servirá ainda para definir os suplentes que ocuparão as vagas de Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e João Ribeiro (PR-TO) no Conselho. Isso acontece porque os petistas Ideli Salvatti e Delcídio Amaral, que seguem na lista após os titulares, já expressaram o desejo de não mais participar do colegiado.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *