Henrique Morgantin, do Brasil_247 A morte de Maria José de Almeida Ramos aos 79 anos pode ir bem mais além que a perda da...

Henrique Morgantin, do Brasil_247

A morte de Maria José de Almeida Ramos aos 79 anos pode ir bem mais além que a perda da matriarca de uma família no interior de Goiás. Isto porque Dona Zezé, que estava há meses lutando pela vida em várias internações hospitalares, é a mãe de Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

As primeiras informações dão conta de que seria uma opção familiar nem mesmo comentar com o contraventor, preso em Mossoró (RN), sobre o ocorrido, com o objetivo de “evitar um sofrimento a mais”. Quem confirma esta tese é um sobrinho de Carlinhos, em entrevista à Rádio CBN.

No entanto, não é isto que preveem outras pessoas próximas a Cachoeira. Muitos apostam que poderá haver uma reação enérgica e desastrosa do contraventor. “Ele vai ficar revoltado ao saber disto, e se sentir culpado de alguma forma, achando que sua prisão prejudicou o estado de saúde de sua mãe”, afirma um antigo amigo dos tempos de escola e ainda hoje próximo a Carlinhos.

Outro vai mais longe. Acredita que este é o ponto crítico de sua prisão e que ele pode querer “dividir este momento com parceiros que estão soltos”. “Ele passa o dia pensando em como está vivendo enquanto todos os políticos que ajudou a enriquecer estão vivendo como querem, com luxo e conforto. A perda da mãe pode fazer com que ele tenha um momento de sobriedade nisto tudo e queira contar sobre o que sabe de todos os políticos de Goiás e do Brasil envolvidos em seus negócios e que ate agora estão nas sombras”, afirma um dos colaboradores nas atividades de Carlinhos. Por razões óbvias, todos falaram com o Goiás_247 mediante o compromisso de não terem seus nomes revelados pela reportagem.

via Morre a mãe de Cachoeira. Efeito pode ser devastador | Brasil 247.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *