ANDREZA MATAIS e LEONARDO SOUZA, da Folha de São Paulo A ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira reiterou ontem que esteve no gabinete de...

ANDREZA MATAIS e LEONARDO SOUZA, da Folha de São Paulo

A ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira reiterou ontem que esteve no gabinete de Dilma Rousseff (Casa Civil) e que a ministra lhe pediu para encerrar logo o processo de investigação nas empresas da família Sarney.
“Ela sabe que eu estive lá e sabe que falou comigo. A Erenice [Guerra, secretária-executiva da Casa Civil] também, porque esteve no meu gabinete para marcar. Não custava nada ela ter dito a verdade. Qual a dificuldade? Na minha biografia não existe mentira.”
Ela afirmou que confirmou o encontro à Folha porque foi procurada pela reportagem. “Não preciso disso, estou passando um momento muito difícil por causa da entrevista. Não tenho costas quentes, não tenho ninguém para me defender. Não sou candidata a nada, não preciso de palanque.”
Lina disse que “Erenice pediu o encontro e que era para ser sigiloso”, por isso não foi acompanhada de assessores. “Estive lá, antes a chefe de gabinete dela foi ao meu gabinete, agendou isso para ser uma coisa informal, que não constasse nem da minha agenda nem da dela. Eu cheguei pela garagem, entrei sem identificação, conversei com ela e voltei.”
Lina está de mudança para o Rio Grande do Norte. Foi demitida em 9 de julho pelo ministro Guido Mantega (Fazenda).

Se você é assinante da Folha, clique aqui e leia a íntegra da notícia.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *