Da Folha de São Paulo A oposição entrou ontem com recursos no Conselho de Ética do Senado para tentar abrir ao menos um processo...

Da Folha de São Paulo

A oposição entrou ontem com recursos no Conselho de Ética do Senado para tentar abrir ao menos um processo por quebra de decoro contra o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP). Não há data ainda para votação pelo órgão.
Na semana passada, o presidente do conselho, Paulo Duque (PMDB-RJ), havia arquivado sumariamente as 11 acusações contra Sarney.
Com 5 dos 15 membros do conselho, a oposição precisa dos votos dos três petistas do órgão para aprovar os recursos. O PT vem sinalizando que deve votar a favor do desarquivamento de um dos requerimentos, o que trata de atos secretos.
A posição petista irritou o PMDB. Segundo a Folha apurou, o partido discutiu ontem se deve reagir caso o PT vote pelo desarquivamento. Um setor do PMDB defende como retaliação votar a favor da convocação da ex-secretária da Receita Lina Vieira. À Folha ela disse ter sido chamada pela ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, a fim de que investigações sobre empresas de Sarney fossem agilizadas.

Se você é assinante da Folha, clique aqui para ler a notícia na íntegra.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *