ELIANE CANTANHÊDE O Datafolha brindou Dilma com duas excelentes notícias: sua popularidade bate recordes, mas o eleitor quer Lula em 2014. O motivo de...

ELIANE CANTANHÊDE

O Datafolha brindou Dilma com duas excelentes notícias: sua popularidade bate recordes, mas o eleitor quer Lula em 2014.

O motivo de comemoração pela aprovação de 64% é óbvio: nunca antes na história do Datafolha um presidente chegou a tanto nessa mesma fase de governo.

Já a festa porque a maioria (57%) prefere Lula em 2014 a ela (32%) não tem nada de óbvia, mas talvez seja até mais importante: além de governar, de ser obrigada a demitir uma penca de ministros herdados e de ter de conviver com uma CPI, Dilma tem que administrar um dado político fundamental -o ego do padrinho.

A pesquisa ajuda a acalmar a ansiedade e a espantar os fantasmas de Lula, que, nas conversas com aliados, não para de reclamar da imprensa, da oposição e da “elite”. Quanto mais Dilma acerta e cresce, mais ele alimenta a paranoia de que tentam “desconstruir a sua imagem”.

Lula está absolutamente convencido de que foi o melhor presidente da história da humanidade, mas os adversários (entre os quais inclui a imprensa) não reconhecem. Insistem em dizer que o mensalão existiu, que ele impôs ministros que Dilma teve de defenestrar e que seu governo foi marcado por uma alegre convivência com fichas-sujas e oligarcas.

Ele não suporta ver a sua criatura se tornando mais admirada do que o criador. Sente-se injustiçado, senão perseguido, e reage com mágoa e rancor. Seu apoio à CPI é resultado desse sentimento: “doa a quem doer”, ou seja, “doa ou não em Dilma”.

O Datafolha é um bálsamo para as dores de Lula, que agora pode vangloriar-se pela escolha de Dilma como sucessora e continuar sentindo-se o “mais”, o “melhor”, o “mais amado”, o “candidato dos sonhos”.

Bálsamo para Lula, alívio para Dilma, que é cheia de dedos com Lula, ouvindo-o, reverenciando-o, mantendo-o no pedestal.

O resto é questão de tempo: até 2014, o “volta Lula” deve lentamente deslizar para o “fica Dilma”.

via Folha de S.Paulo – Opinião – “Volta Lula” ou “fica Dilma” – 24/04/2012.

Comentários

  • maria jose moura

    26/06/2013 #1 Author

    entao queridos do blog eu sou pernambucana nata e conterranea do querido presidente lula,do qual gostei muito do seu governo,o lula da inclusao social,o presidente amigo do nosso povo,da nossa gente,o presidente de tamanha simplicidade e humildade,o lula que deu enfase para a populaçao mais carente do nosso amado brasil,o lula que governou administrando o crescimento do nosso brasil,o lula que governou com carinho para todos mais deu a atençao que a populaçao mais carente do nosso brasil precisava receber de um governante,o lula da moradia popular,da escola tecnica,doenem,prouni,creches,merenda e tranporte escolar,o lula da sustentabilidade economica,do trabalho de carteira assinada,etc entao essa e a minha positiva avaliaçao do governo do querido presidente lula,gosto da dilma,ele ta legal no governo,mais se o presidente lula quiser voltar vai ser muito legal,e olha que o lula nao precisa se esforçar em campanha de comicios ou carreatas pois basta que o lula apareça na camapnha pela televisao,pois o lula a ampla maioria que o aprova ja o conhece,vamos aguardar o que vai acontecer se o querido lula vai voltar a nos governar,desejo a paz do senhor para todos nos,boa sorte a voces desse blog.

    Responder

  • Flávio Furtado de Farias

    24/04/2012 #2 Author

    Pesquisa precoce demais. Sem nenhum interesse real. Muito distante.
    Ninguém sabe quem estará vivo em 2014. Nem sei se estarei vivo. Nem sabe, quem pergunta se Lula ou Dilma estarão vivos, sobre sua própria vida.

    Responder

    • Airton

      24/04/2012 #3 Author

      Com certeza eu não sei , diferente do Lula , não me acho
      Deus.

  • Airton

    24/04/2012 #4 Author

    Lula ou Dilma estarão vivos em 2014 ?
    Dilma ou Lula sobreviverão a CPI do Cachoeira ?
    Pesquisa com 2 anos de antecedência serve pra que ?

    Responder

    • Vivi

      25/04/2012 #5 Author

      Airton, vc ainda não percebeu que a imprensa vive de criar cenários, elucubrar, colocar palavras na boca das pessoas…?
      Como essa sua afirmação de que Lula acha que é Deus, por exemplo. Isso com certeza foi a OPINIÃO de algum “jornalista” (ou do patrão dele) que, no meio de um texto, dá a impressão de que foi o próprio que falou.

      Veja esse aí acima, da Cantanhêde. Uma verdadeira viagem na maionese. Note que não existe uma única citação textual. Isso tudo saiu da fértil imaginação da escritora, que deve ser um misto de jornalista com Mãe Dinah.

      Para quê serve uma pesquisa com dois anos de antecedência? Na prática, NADA. Mas para a mídia, serve para ocupar espaço no noticiário, para inventar historinhas, para “malhar” aquele velho tema – ou seja, para se retroalimentar. Ou, no popular: ENCHER LINGUIÇA.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *