O PT vai reunir, pela enésima vez consecutiva, sua bancada no Senado para tentar definir a direção a ser seguida em relação às denúncias...

O PT vai reunir, pela enésima vez consecutiva, sua bancada no Senado para tentar definir a direção a ser seguida em relação às denúncias contra José Sarney no Conselho de Ética. A reunião está marcada para daqui a pouco, às 13 hs., e a insatisfação dos dois senadores sarneysistas Ideli Salvatti e Delcídio do Amaral será um dos ítens da pauta.

Os três senadores petistas que integram o Conselho de Ética são João Pedro (PT-AM), Delcídio do Amaral (PT-MS) e Ideli Salvatti (PT-SC). Os dois últios cogitaram deixar conselho temendo a repercussão eleitoral de uma atuação a favor de Sarney, que tem a simpatia de ambos.

O líder da bancada, Aloizio Mercadante (PT-SP) encomendou um estudo técnico e jurídico das representações e dos votos do senador Paulo Duque que determinaram o arquivamento de 11 denúncias e representações contra o presidente do Senado. “Se houver pertinência, a orientação é votar pela reabertura dos casos”, diz uma fonte da bancada.

Os senadores dizem que as últimas horas foram degrande tensão. “Há pressão de todo lado”, diz um deles, que se sente encantoado entre a determinação de Lula de dar suporte a Sarney e o desejo pessoal da maioria da bancada de rejeitar o arquivamento sumário.

Segundo a fonte, o desejode deixar o Conselho de Ética — maior em Delcídio do que em Ideli —  foi momentaneamente contornado, mas ainda não está superado. O assunto foi objeto de várias conversas nesta segunda-feira.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *