A CPI da Petrobras tem se mostrado bastante didática neste primeiro momento. O secretário da Receita Federal, Otacílio Cartaxo, explica o funcionamento do órgão....

A CPI da Petrobras tem se mostrado bastante didática neste primeiro momento. O secretário da Receita Federal, Otacílio Cartaxo, explica o funcionamento do órgão. Tudo de forma muito técnica.

E ninguém entende nada. O tédio está instalado na reunião. Isso porque o funcionário já apontou que não pode divulgar dados fiscais por causa da quebra de sigilo, proibida pelo órgão.

A única coisa mesmo que até agora apontou para uma certa movimentação foi o barraco gerado por um segurança da sala.

Ele discutiu aos gritos com alguns jornalistas que buscavam lugar para sentar.

Muitos tentaram afastar os galões de água estrategicamente colocados e que impediam a passagem. Foi aí que a briga começou. O segurança alegou que era responsável pela retirada da água e não do carrinho que carregava o líquido. A discussão teve continuidade quando os jornalistas tentaram abrir espaço de cadeiras empilhadas para sentar na lateral da sala da CPI.

Rapidamente diversos seguranças adentraram tentando colocar ordem na Casa e retirar os descredenciados, uma espécie de represália aos “manifestantes”.

A confusão só terminou depois que todos conseguiram se sentar, provando que tanto a água quanto as cadeiras poderiam ser retiradas do espaço sem problemas. Para isso, bastou apenas a boa vontade dos responsáveis… pela cobertura jornalística.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *