O ministro da Fazenda, Guido Mantega, confirmou que os novos depósitos na caderneta de poupança serão remunerados em 70% da Selic, sempre que a...

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, confirmou que os novos depósitos na caderneta de poupança serão remunerados em 70% da Selic, sempre que a taxa básica de juros do país atingir o valor de 8,5% ano ano ou menos. A medida só vale para os novos depósitos, realizados a partir desta sexta-feira, 4 de maio, quando a mudança entra em vigor.

Hoje, a taxa Selic está em 9% ao ano, mas poderá cair novamente na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), marcada para os dias 29 e 30 deste mês.

– Se o Copom decidir baixar a Selic para 8% ao exemplo, o rendimento será de 70% deste valor, ou seja, 5,6% ao ano, mais a TR – explicou o ministro. Pelas regras atuais, a caderneta rende 6% ao ano mais a TR.

– Não há rompimento de contrato, usurpação da renda, nem prejuízos. As cadernetas ainda continuarão sendo um ótimo investimento para os brasileiros – disse o ministro.

O ministro também enfatizou que não há mudanças imediatas e que a rentabilidade continuará diária e a poupança continua isenta de Imposto de Renda. Hoje, o país tem 100 milhões de cadernetas, com um depósito total de R$ 431 bilhões.

– No presente momento não haverá alteração nem na velha poupança e nem na nova, porque a Selic está em 9% – destacou.

As novas regras da poupança vão forçar ajuste nos fundos de investimento, avalia o ministro.

– O rendimento do fundo será menos que o da poupança mesmo com as novas regras. Eles vão ter que reduzir as taxas de administração se quiserem manter o cliente, se não quiserem que ele migre para a poupança – afirmou Mantega.

Sobre uma possível redução da Selic, Mantega disse que isso é assunto que deve ser tratado pelo Banco Central. Mas ressaltou que com a medida, a Fazenda abre espaço para que, se o BC considerar que há espaço, sejam feitas novas quedas nos juros.

– Não tenho a menor ideia do que vai acontecer com a Selic. Se vai baixar ou não, essa não é uma pauta minha. Mas acredito que pelo cenário da economia brasileira, temos de deixar pronto o sistema para que, se puder, caia a taxa.

Sem mudanças para financiamentos habitacionais, diz Mantega

O ministro disse que uma edição extra do “Diário Oficial da União” sairá nesta quinta-feira, com a publicação da Medida Provisória. Ele explicou que a MP não traz mudanças nos financiamentos habitacionais e tanto antigos quanto novos depósitos terão que ter 65% de seu valor direcionados para financiamento habitacional. Mantega apontou que a mudança precisa ser feita para que a taxa de juros possa continuar caindo:

– Se nós mantivermos a regra atual da caderneta da poupança, ela será um impedimento para continuar a queda da Selic. As demais aplicações, elas vão se tornando menos rentáveis em relação à caderneta de poupança, e existe um risco de que haja uma migração para a caderneta – disse.

Para o ministro, bancos não terão dificuldade em operacionalizar as mudanças.

– O banco vai ter de prestar contas para o aplicador dos saldos. É como se você, na sua própria conta bancária, fizesse duas aplicações diferentes. Não tem dificuldade para os bancos – afirmou.

via Mantega confirma rendimento da poupança em 70% da Selic mais TR – O Globo.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *