DAIENE CARDOSO E GUILHERME WALTENBERG , da Agência Estado O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Rui Falcão, defendeu nesta sexta-feira a convocação...
DAIENE CARDOSO E GUILHERME WALTENBERG , da Agência Estado

O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Rui Falcão, defendeu nesta sexta-feira a convocação de governadores na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira, especificamente o de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). “É possível que num dado momento eles convoquem um governador, principalmente o Marconi Perillo”, disse o dirigente, para quem o governador tucano seria o mais exposto pelo vazamento da investigação da Operação Monte Carlo, que resultou na prisão do contraventor Carlinhos Cachoeira.

Falcão, que participou na manhã desta sexta-feira de um encontro para discutir estratégia eleitoral dos pré-candidatos do PT nessas eleições municipais, em Embu das Artes, São Paulo, disse em seu discurso que este é o momento para que a sociedade saiba quem é o homem que disse ter alertado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva antes do estouro do escândalo que ficou conhecido como Mensalão. “Essa CPI vai mostrar quem é o governador de Goiás”, disse, numa referência ao fato de Perillo ter dito, na ocasião desse escândalo, que teria alertado Lula.

Ainda nas críticas a Marconi Perillo, o dirigente petista disse que o governador poderia estar “recebendo dinheiro em caixa de computador”, numa referência às escutas que apontam que a quadrilha de Cachoeira poderia ter levado dinheiro para a sede do governo goiano. No entanto, Falcão ponderou que os vazamentos não são suficientes para incriminar ninguém neste momento, nem mesmo o governador tucano, que integra o maior partido de oposição ao PT.

Indagado sobre a inclusão de nomes de outros governadores no vazamento dessas escutas, como por exemplo o correligionário Angelo Queiróz, governador petista do Distrito Federal, Rui Falcão argumentou que pelos dados apresentados até agora, só caberia a convocação de Perillo. “Mas essa é uma decisão da CPMI”. E frisou: “Por enquanto, eu defendo a convocação de todos que tenham comprovação de envolvimento nesta organização criminosa”.

Comentários

  • Candango

    05/05/2012 #1 Author

    Mas tem que convocar sim. Não apenas ele, mas também o Agnelo e até o Senhor José Dirceu para que esclareça a natureza da consultoria prestada à Delta.

    Responder

  • Alex

    04/05/2012 #2 Author

    As pessoas decentes do Brasil defendem a convocação de TODO MUNDO.

    Responder

  • Airton

    04/05/2012 #3 Author

    Como sempre pros petistas os indicios que levam a eles nunca justificam uma atitude mais drastica , mas pros adversários os mesmos indicios justificam tudo .
    Se o Pirillo for aquilo que os grampos dizem que são , o que diminuiria a falta do Lula em relação ao mensalão ?
    Criminosos que se beneficiam da delação premiada tem a sua informação minimizada ? Ou impugnada ?

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *