Da Folha Online. O deputado Domingos Dutra (PT-MA) foi notificado nesta quarta-feira pelo corregedor da Câmara, Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA), da acusação de...

Da Folha Online.

O deputado Domingos Dutra (PT-MA) foi notificado nesta quarta-feira pelo corregedor da Câmara, Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA), da acusação de quebra de decoro parlamentar pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Sarney encaminhou um ofício ao presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), na semana passada, solicitando que Dutra fosse punido por ter distribuído um folheto no plenário da Casa contendo ofensas contra ele.

O deputado tem cinco dias apresentar uma defesa prévia antes que o corregedor leve a acusação para a Mesa Diretora. No entanto, ele não pretende realizar sua defesa.

“Não vou fazer defesa nenhuma. O folheto [intitulado de “O Camaleão”] não faz nenhuma acusação falsa. Contém o mínimo de verdade em relação à carreira política do senador”, disse.

Dutra criticou Sarney e disse que o regimento da Câmara concede aos deputados o “direito de voto, de palavra e de opinião”.

Ele ainda afirmou que denúncia de Sarney não faz sentido por querer acusar um deputado de quebrar decoro parlamentar no Senado. “A acusação é inepta. Não sou senador e não fiz agressão a nenhum deputado”, disse.

O deputado pode ser alvo de um processo no Conselho de Ética da Câmara ou receber advertência. A punição depende de Temer.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *