ELIANE CANTANHÊDE Se alguém está entendendo a aliança entre Fernando Collor e o PT para transformar a CPI do Cachoeira em CPI da imprensa,...

ELIANE CANTANHÊDE

Se alguém está entendendo a aliança entre Fernando Collor e o PT para transformar a CPI do Cachoeira em CPI da imprensa, por favor, explique. “Se a mídia quer guerra, vai ter guerra”, ameaça um senador petista, segundo o Painel. Afinal, quem quer guerra?

O impeachment de Collor foi por causa da imprensa, do PT ou dos dois? Será que ele não tinha culpa no cartório nem ficou isolado no Congresso e na sociedade?

O mensalão foi fruto da imaginação coletiva da imprensa? Ninguém estava comprando e vendendo votos no Congresso e nos partidos? E nunca houve “aloprados”?

Waldomiro Diniz, então braço direito do braço direito de Lula, José Dirceu, foi ou não foi filmado pedindo propina justamente para o agora famoso Carlinhos Cachoeira?

Antonio Palocci dividia ou não uma casa esquisitona com uma gente mais esquisitona ainda no bairro mais nobre de Brasília? Usou ou não o seu poder de governo para violentar o sigilo bancário de um caseiro?

Palocci multiplicou ou não o seu patrimônio muitas vezes no ano em que era coordenador da candidatura de Dilma? E comprou ou não um apartamento de quase R$ 7 milhões em São Paulo?

E a Erenice? E os ministros todos que ruíram como num castelo de cartas? Foi culpa da imprensa? Eles não fizeram nada de errado? Então por que Dilma acatou a demissão e ainda capitalizou a imagem da “faxina”?

Afinal, Collor e o PT estão guerreando contra que mídia, e por quê? A não ser que tentem descontar nos outros as próprias culpas. Vá saber.

Se jornalistas ganharam dinheiro, vantagens e favores de Cachoeira, que sejam investigados e punidos. Mas, se usaram fitas verdadeiras do esquema, por exemplo, mostrando Waldomiro com a boca na botija, apenas fizeram jornalismo.

Contra fatos -e fitas- não há argumentos. O resto é chiadeira, retaliação e guerra, com mensalão e morte de Celso Daniel em julgamento…

via Folha de S.Paulo – Opinião – Fatos e fitas – 10/05/2012.

Comentários

  • Sara

    10/05/2012 #1 Author

    Não acredito que Jornalistas e a própria VEJA tenham recebido algum dinheiro em troca de favores, outra coisa…se os políticos e autoridades receberam milhões do cachoeira para “tomar conta do País”, porque era o que estava acontecendo, consequentemente a população é quem pagava a conta, então dos males o menor , “caso” os Jornalistas ganhassem algum dinheiro, coisa que duvido e “faço pouco”, pois o ganho deles é dar notícia em primeira mão. Lembram do Jornalista da Globo, Tim Lopes se não estou enganada, teve que se misturar com traficantes, drogados para fazer a matéria e perdeu a vida, eles arriscam suas vidas por uma matéria. Alguém acha que o Tim estava ligado ao tráfico de drogas? Ganhou algum dinheiro dos traficantes? Os Jornalistas precisam se misturar ao sub-mundo para saber o que acontece por lá, do contrário é pura especulação, achismo. Considero o Policarpo Jr. e o Repórter que trabalhou junto ao cachoeira que não estou lembrando o nome dele infelizmente, uns heróis, não só arriscaram a vida como a própria reputação, e olha só no que deu. Mas como não se faz omelete sem quebrar ovos, deu no que deu. Claro que se o jornalista fosse da recópia (record) mal feita da Globo, seria um furo de reportagem estrondoso, falariam por meses a fio, umas cinco vezes por dia e óbviamente que seria com o “anão fanhoso” ( ou: verticalmente prejudicado com voz anasalada) pha, aquela coisa nojenta.
    Boa tarde Amigos.

    Responder

  • José Carlos

    10/05/2012 #2 Author

    Agora, divulgar mazelas virou crime. Era só o que faltava!

    Responder

  • Jotavê

    10/05/2012 #3 Author

    Ninguém está querendo transformar a CPI de Cachoeira em CPI da imprensa. Queremos apenas que a imprensa seja submetida exatamente aos mesmos critérios que utilizamos em outros casos para levantar uma suspeição. Há certeza de que a revista Veja envolveu-se com a quadrilha de Cachoeira para além daquilo que é permitido pela ética jornalítica? Não, não existe certeza. Há fundadas suspeitas? Oh, se há. De montão. A revista Veja não pode ser condenada de antemão. Mas tem que se explicar, sim.

    Responder

  • Flavio F Farias

    10/05/2012 #4 Author

    É isso, que se investigue. A mídia deve muito. Se há políticos que devem, paguem. Mas que a mídia pague também por seus crimes.

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *