O Senado Federal, conhecido no exterior como “Casa dos Horrores”, acaba de viver cenas de selvageria e violência. A ação teve como um dos...

O Senado Federal, conhecido no exterior como “Casa dos Horrores”, acaba de viver cenas de selvageria e violência. A ação teve como um dos protagonistas o chefe da segurança Pedro Ricardo Araújo Carvalho.

Tudo aconteceu quando cerca de dez estudantes secundaristas e universitários (os mesmos que realizaram o Movimento Fora ARNEY e tentaram entregar 11 pizzas ao presidente do Conselho de Ética, Paulo Duque) entraram na instituição para protestar mais uma vez contra a permanência do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Eles gritaram pelos corredores da Casa o já conhecido “Fora Sarney! Fora Sarney!”. E pediram também a saída de toda a Mesa Diretora e a destituição de Paulo Duque da presidência do Conselho de Ética. Conseguiram chamar a atenção. Espernearam, e foram surpreendidos por diversos seguranças do Senado. “Os jagunços de Sarney”, como já são conhecidos por aqui, estavam prontos para atacar.

Pegaram os manifestantes pelos braços e basicamente fizeram um tour pelas dependências do Senado. Enquanto os estudantes mostravam a Constituição e cantavam em coro o Hino Nacional da República, a pressão aumentou.

De repente, um dos estudantes gritou: “Isso aqui é ditadura! Viva a liberdade de expressão!”. De quebra, levou uma chave de braço de um dos seguranças, seguido de uma resposta afiada e truculenta: “É ditadura sim!”.

Agora, seis manifestantes estão trancafiados na Polícia Legislativa do Senado.

O futuro deles você confere daqui a pouco aqui neste blog.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *