Da Folha Online. A Casa Civil da Presidência da República divulgou nota nesta quinta-feira na qual nega que a secretária-executiva da Pasta, Erenice Guerra,...

Da Folha Online.

A Casa Civil da Presidência da República divulgou nota nesta quinta-feira na qual nega que a secretária-executiva da Pasta, Erenice Guerra, esteve no gabinete da ex-secretária da Receita Federal Lina Maria Vieira para marcar um encontro com a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff.

Segundo o documento, a única vez que Erenice esteve na Receita foi em 19 de maio de 2009, na sala de reuniões, com a presença do ministro da Fazenda, Guido Mantega, e de assessores da Receita Federal.

Reportagem da Folha de S. Paulo publicada nesta quinta-feira informa que a chefe de gabinete da Secretaria da Receita Federal, Iraneth Dias Weiler, confirmou a declaração de Lina sobre o encontro com Dilma.

Em entrevista à imprensa no último domingo, Lina disse que, no final do ano passado, foi chamada para uma reunião reservada com Dilma no Planalto. No encontro, segundo Lina, a ministra pediu para acelerar a auditoria nas empresas da família do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Funcionária de carreira da Receita, Iraneth confirmou que Erenice Guerra foi ao gabinete de Lina no final do ano passado. Segundo a chefe de gabinete, Lina falou com ela sobre o convite do Planalto logo após a visita de Erenice e disse “que teria um encontro reservado no Planalto”.

Na nota divulgada hoje, a Casa Civil informa que a chefe de gabinete “está equivocada” sobre a data em que disse ter visto Lina, “uma vez que Erenice Guerra está segura de não haver comparecido à Receita Federal no período afirmado”.

“Para que o assunto seja definitivamente esclarecido, se faz necessário que a sra. Iraneth informe exatamente data e hora em que supostamente viu a secretária-executiva na Receita Federal, de forma que seja possível o restabelecimento da verdade”, diz a Casa Civil.

A nota diz ainda que Erenice Guerra “também afirma que jamais convocou a ex-secretária da Receita para qualquer reunião na Casa Civil”.

Nesta semana, várias vezes, Dilma afirma que jamais esteve a sós com Lina, que não houve reunião no Planalto e que não fez pedido nenhum. Depois, desafiou a ex-secretária a provar o que havia afirmado.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *