Integrante da CPI do Cachoeira, o senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) fez ontem no plenário do Senado ataques à revista “Veja” e ao...

Integrante da CPI do Cachoeira, o senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) fez ontem no plenário do Senado ataques à revista “Veja” e ao empresário Roberto Civita, editor do Grupo Abril.

Ao citar o jornalista Policarpo Júnior, chefe da sucursal de “Veja” em Brasília, o senador disse que a publicação utilizou-se do empresário Carlinhos Cachoeira “para obter informações e lhe prestar favores de toda ordem”.

Nas escutas legais da Operação Monte Carlo da PF, há diversas citações ao jornalista. Conversas diretas de Policarpo com o grupo de Cachoeira são duas. Segundo o delegado que conduziu a investigação, não há indícios de ligações que ultrapassem o contato entre jornalista e fonte.

Num ataque direto a Policarpo, o senador afirmou que “quando uma pessoa adere ao intento criminoso de outrem, torna-se coautor do crime”.

E prosseguiu: “Desafio o chefe maior desse grupelho, o senhor Roberto Civita, a comparecer também à CPMI para falar da coabitação que, a seu mando, a revista de sua propriedade e alguns de seus jornalistas mantem com o crime organizado”.

Procurada, a Editora Abril disse que não iria comentar.

Apesar das críticas, Collor disse ser um “defensor da liberdade de imprensa”.

Hoje senador, ele deixou a Presidência da República em 1992 devido a acusações de corrupção que surgiram na imprensa e que foram apuradas por uma CPI.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Collor volta a atacar revista e cobra comparecimento de editor à CPI – 15/05/2012.

Comentários

  • intruder

    15/05/2012 #1 Author

    Por isso eles querem a todo custo pautar a imprensa livre, a todo momento são colocados fatos do passado que os expõe, os deixam sem ação. Quem diria, o porta voz do JEG agora é o COLLOR, que era inimigo do LULLA e combatia o PT. Só no país da fantasia isso pode acontecer. HA, o PHA vai ficar com ciúmes.

    Responder

  • Alex

    15/05/2012 #2 Author

    Big Head, tem sim.

    E eu postei uma msg sucinta por la´: “A presença de Fernando Collor numa comissão do Congresso criada para investigar corrupção é um constrangimento e uma vergonha internacional para o Brasil (porque aqui ninguém tem mais vergonha de nada).”

    Até o momento, foi censurada.

    Responder

    • Big Head

      15/05/2012 #3 Author

      Boa, Alex! A cara-de-pau enfezada do Collor é um emblema perfeito dessa cruzada contra a imprensa.

  • JACUTINGA

    15/05/2012 #4 Author

    Repito a seguir algo que ouvi sobre o Sr Collor e que se encaixa perfeitamente no momento atual:
    “Tenho pena, que este cidadão que teve oportunidade de fazer alguma coisa pelo Brasil, construiu uma QUADRILHA.
    Me dá pena, por que deve haver qualquer sintoma de debilidade no funcionamento do cérebro dele.
    Fico com pena, por que em vez de governar, sua ganância, vontade de roubar e a vontade de praticar corrupção, fez com que ele jogasse o sonho dos brasileiros por terra.
    Espero que o povo brasileiro em outras eleições escolha pessoas que eles conheçam o passado político.
    O passado político deste senhor é tenebroso. Espero que o povo brasileiro não esqueça a lição.
    Só espero que não apareça nenhum TRAMBIQUEIRO querendo anistia-lo da condenação imposta a ele pelo senado”.
    Estas belíssimas e muito apropriadas palavras (reconheceram a concordância e o estilo?) foram proferidas pelo Sr. LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA , faz algum tempo a respeito do senhor Collor ! Tudo de viva voz e disponível na internet !!!
    Quem é o TRAMBIQUEIRO que anistiou o cidadão e o acolheu em sua base alugada, com risos e abraços ? A língua, vovó dizia, é o chicote do corpo.
    E o senador, que um dia se orgulhou de ter “aquilo” roxo, hoje pode se envergonhar de ter o nariz marrom.
    Homens que disseram e ouviram, um do outro, o que disseram e ouviram e, hoje se juntam como se nada houvesse acontecido , não tem caráter nem vergonha na cara !
    O senador Collor, mesmo depois de tantos anos, continua o mesmo…

    Responder

    • Marcelo G

      16/05/2012 #5 Author

      Olha, um dia, quando não mais estivermos aqui, a história fará justiça e aparecerá para o Brasil a farsa que foi Lula. Um sujeito sem princípios, cuja maior virtude é ser um habilidosíssimo marqueteiro de si mesmo. Surfou a onda do trabalho alheio, desmereceu da forma mais vil a obra dos que o antecederam e não deixou como legado nenhuma reforma relevante para o país (apesar de contar com a maior base de apoio no congresso da história). Se juntou à pior escória que habita há séculos a política brasileira, defendeu os piores corruptos e a corrupção como método válido para atingir qualquer objetivo. Com seu jeito debochado, desdenhou das instituições democráticas, defendeu fascínoras mundo afora e abrigou um terrorista e assassino condenado por aqui.
      Com seu desdém pela democracia e a ditadura na alma, sempre usou do populismo mais baixo para dividir o país em “nós contra eles”, não importando que é um e quem é outro. Deu muito ao grande capital e migalhas ao povo, com o que, comprou sua popularidade.
      Como se sente o maior de todos os brasileiros que já pisaram a face da Terra, até hoje não desencarnou do poder e agora está junto com seu novo amigo, Fernando Collor, lutando para destruir a imprensa livre.

  • Big Head

    15/05/2012 #6 Author

    Fim perfeito para a Besta e seus cordeiros é ter como porta-voz de seus anseios um patriota de reputação ilibada da estirpe do Collor, afinal ambos se merecem. Jotavê, cadê o comentário exaltando esse verdadeiro monumento da ética? É que não costumo frenquentar esses tipos de ambiente, mas quem por lá passeia bem poderia vir aqui aqui dizer se tem alguma homengamem ao honrado senador lá no (pausa para as luvas) Conversa Fiada, né?

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *