Um dia depois de ser repreendido em público pela presidente Dilma Rousseff, o presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski, disse ontem que...

Um dia depois de ser repreendido em público pela presidente Dilma Rousseff, o presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski, disse ontem que evitou reagir para não prolongar a cena constrangedora. “Tive que me acalmar, porque senão seria pior”, disse.

A cena ocorreu depois que Dilma foi vaiada ao discursar durante encontro com prefeitos do país inteiro num hotel de Brasília, na terça-feira. Havia 2.500 prefeitos no hotel.

Instada pela plateia a se pronunciar sobre a divisão das receitas de royalties do petróleo, que os municípios desejam mudar, a presidente afirmou que eles deveriam desistir de mexer nos campos de petróleo que já estão em exploração e restringir o debate apenas aos que serão explorados daqui para frente.

A declaração de Dilma foi recebida com vaias pelos prefeitos e ela irritou-se. Encerrada a solenidade, ela se levantou e dirigiu-se com o dedo em riste a Ziulkoski, que estava a seu lado no palco.

Segundo Ziulkoski, a presidente lhe disse nesse momento que os municípios vão perder se insistirem em alterar as regras dos campos de petróleo mais antigos. “As imagens que estão lá falam mais do que as minhas palavras”, afirmou Ziulkoski.

“[A divisão dos royalties] é um assunto polêmico que suscita muitas paixões”, disse a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti. “A presidente foi muito corajosa e clara com os prefeitos.”

Ziulkoski esteve ontem com dezenas de prefeitos na Câmara dos Deputados. Eles ocuparam o Salão Verde da Câmara com camisetas que faziam referência à discussão da véspera: “O Brasil quer royalties para todos”.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Alvo de bronca de Dilma diz que se conteve para não reagir – 17/05/2012.

Comentários

  • Alex

    17/05/2012 #1 Author

    Qto à questão do embate prefeitos X Dilma, ela estava certissima. Até o Globo (pasmem!!!) a defendeu prontamente no acaso.

    Esses prefeitos querem dinheiro fácil mesmo que dando um jeitinho na lei. Gostaria de saber qtos deles realmente combatem a sonegação em seus municípios, empregam parentes em seus gabinetes com polpudos salários ou qto desviam do erário de suas cidades para contas nas Cayman.

    É só.

    Responder

  • Alex

    17/05/2012 #2 Author

    Não tem lugar especifico então vou deixando por aqui.

    Comentário deixado no post sobre liberdade de expressão do Conversa Afiada:

    “O seu comentário está aguardando moderação.
    16 de maio de 2012 às 22:19

    PHA, vc também é a favor da liberdade de expressão nos comments do teu blog?

    Entendo liberdade de expressão não os xingamentos, baixarias ou racismo, mas discordâncias das suas posições, criticas a seus posts ou perguntas sobre atos seus como jornalista que possa considerar constrangedoras.

    É?”
    ——

    Há alguma baixaria, ofensa, racismo, palavrão no meu post, que justificasse uma censura? Não.

    Ficou pra sempre na moderação, sem publicação nem resposta, censurado pelo gladiador da liberdade de expressão – dele – PH Amorim. (assim como posts semelhantes nos blogs de seus irmãos siameses, Reinaldo Azevedo e Augusto Nunes, da Veja).

    PS Ao menos o PH não xinga a gente…

    Responder

    • Airton

      18/05/2012 #3 Author

      Xingar ? Você também não gosta de ser criticado ?
      O máximo que leio no blog do Augusto Nunes é dizer que o cara é miliciano .

    • Alex

      18/05/2012 #4 Author

      Vagabundo e vigarista é miliciano?

      Detalhe: nenhum dos adjetivos acima foram dirigidos a mim, foram lidos por lá. Por sinal, estão on line, é só acessá-los.

      Depois me conta.

  • Flavio

    17/05/2012 #5 Author

    Não alardearam que ela seria fantoche do Lula…q não tinha pulso…agora ela tá falando grosso e tão achando ruim ????

    Responder

    • Airton

      18/05/2012 #6 Author

      Ela sempre foi tida como mal criada , avessa a criticas e isso não tem a ver com ser fantoche do Lula , afinal ela aceitou todo um ministério imposto por ele .

  • JACUTINGA

    17/05/2012 #7 Author

    Aleluia !! Até que enfim ela disse alguma coisa sensata ! Só não podia era enfiar o dedo na cara publicamente de um senhor que estava representando (mal) uma ideia (ruim). Pura grosseria.

    Vai começar de novo a ladainha politiqueira dos ambiciosos, invejosos, olhos grandes, seca pimenteiras e mestres da cobiça no que é direito alheio.
    Vai voltar o argumento simplório, estúpido e imbecil de que o petróleo é extraído do mar e o mar é de todos os brasileiros !! Ridículos ! Royalties são compensações financeiras aos que SÃO AFETADOS DIRETAMENTE pela extração, produção ou exploração de alguma coisa. Royalty não é imposto, é uma compensação financeira. Quem inventou o “lava arroz” ficou rica porque recebe royalty sobre sua invenção. Não importa onde o “lava arroz” é fabricado ou usado (na terra, no mar, no ar e até no espaço sideral) Quem fabrica o produto (ou explora) paga o royalty e impostos assim como quem compra paga imposto também.
    E agora, estes invejosos querem o “bônus” de receberem sem terem nenhum “ônus”??
    Tudo bem parvos, levem os royalties, mas levem também as centenas de helicópteros que nos sobrevoam dia e noite, as dezenas de fábricas e indústrias, as 500 000 pessoas que para a região vieram de todo o Brasil (imaginem toda a infra estrutura necessária para atende-las, hospitais, ruas, água e esgoto, coleta de lixo, escolas e etc.), as tubulações de gás que passam ao lado e sob nossas casas, os portos, estaleiros e a poluição também. Deixem o mar, por favor, é de todos os brasileiros, mas está AQUI !!! Em compensação, voltaríamos (Rio, São Paulo e Espirito Santo), a receber integralmente todos os impostos pagos pelo que produzimos e consumimos, sem dar um centavo aos fundos de participação dos estados e municípios. Aí seus bobalhões, vocês vão ver o que é bom para a tosse. Não tentem mexer no que JÁ está estabelecido EM CONTRATO com os estados afetados pela extração do petróleo, é direito legitimamente adquirido. Querem receber parte dos royalties de novas explorações ? Negociem aumento de pagamento dos exploradores ou parcela do que o governo federal recebe. A praga da inveja de vocês não vai nos afetar. Arruda e sal grosso (sem royalty) em vocês…

    Responder

  • Airton

    17/05/2012 #8 Author

    A solenidade não foi ENCERRADA , ela encerrou quando ouviu as vaias .Ela está acostumada com a claque de sempre , que bate palmas pra qualquer coisa dita ou ri das coisas mais sem graça .

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *