Janio de Freitas Caso a CPMI não aprove hoje a convocação dos dirigentes da Delta Construções e de seu “ex-dono” Fernando Cavendish, não haverá...

Janio de Freitas

Caso a CPMI não aprove hoje a convocação dos dirigentes da Delta Construções e de seu “ex-dono” Fernando Cavendish, não haverá o que esperar dela. A não ser a exibição de seu presidente e do relator, Vital do Rêgo e Odair Cunha, em escapismos comprometedores.

Como a inverdade de que a chamada Delta Centro-Oeste independe, em suas operações, da Delta central. Ou seja, não liga esta à rede de Carlos Cachoeira e seus negócios. A persistir tal inverdade como fator determinante do “inquérito”, os desmoralizados pela CPMI serão os seus condutores.

Mas o país assegura sua realidade, caso a CPMI se reduza a vexame, com a entrada ativa da Comissão Nacional da Verdade. O nome e a necessidade de criá-la, a par da necessária grandeza para criá-la, já dizem o suficiente a respeito.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Um dia iluminado – 22/05/2012.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *