O terceiro encontro da  CPI que vai investigar irregularidades na maior estatal do país já começou. Hoje, os membros da comissão tentam apurar denúncias...

O terceiro encontro da  CPI que vai investigar irregularidades na maior estatal do país já começou.

Hoje, os membros da comissão tentam apurar denúncias de desvio de dinheiro dos royalties do petróleo, apontados pela “Operação Royalties”, da Polícia Federal, e denúncias do Minisstério Público Federal de fraudes envolvendo pagamentos, acordos e indenizações feitas pela Agência Nacional do Petróleo a usineiros.

Nesta oitiva, os parlamentares vão receber esclarecimentos de seis representantes da ANP.

Para o procurador geral da Agência, Marcelo Mendonça, há indícios claros em acordo com usineiros que justificariam uma investigação criminal.

Para membros da Petrobras, no entanto, todas as operações transcorreram dentro da legalidade.

 

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *