Postado por um leitor anônimo na área de comentários do Blog. O leitor tem informações precisas, checadas pelo blog, do que se passou durante...

Postado por um leitor anônimo na área de comentários do Blog. O leitor tem informações precisas, checadas pelo blog, do que se passou durante a formalização do flagrante contra três policiais da ROTA que foram presos em flagrante depois de assassinarem covardemente pelo menos um dos seis mortos no confronto ocorrido no bairro da Penha, e como se deram as tentativas de dissimular  a operação dos assassinos fardados.

Quem frequenta os extremos da sociedade bem sabe das ocorrências, intercorrências e ingerências, havidas em todas as searas!
O crime nunca esteve tão organizado, e mais, dissimulado por entre os bastidores públicos… gradativamente a m… vem à tona.
Todos sabem dos descalabros cometidos por maus PMs e da manutenção de relações escusas com o crime organizado, afinal, o liame que distingue a legalidade e a ilegalidade, para o policial é extremamente tênue.
Agora vamos aos hipotéticos fatos:
Na sexta ocorreu uma mega apreensão de maconha pela Rota, possivelmente advinda das interceptações clandestinas esquentadas pela Sap, reduto do atual SSP. Afinal, toda informação que não pode ser vinculada sua fonte torna-se oriunda de denúncia anônima, algumas, anômalas!
Hipoteticamente, o que reverbera com notoriedade nos meios policiais é a estória de que uma parte da droga apreendida foi deviada, com escopo de ser plantada em ocorrências outras e garantir a chancela jurídica a isenção de abusos milicianos. Assim como ocorreu no Comprebem, onde todas as armas curtas ostentadas pelos criminosos, injustificadamente desapareceram do local, ou seja, até mesmo objetos inanimados temem a Rota e fogem do local de crime em pânico! Conforme se depreende das filmagens.
Essa suposta centena de quilos de maconha desvirtuadas foi negociada com membros do PCC para que fossem trocadas por armamento.
Ocorre que os negociantes que ofertavam drogas eram do reservado da mike e haviam infiltrado um vagabundo do sistema para promover a apresentação e a negociata.
os criminosos que em tese fugiram do local era PMs do reservado, que não teriam como justificar a posse de entorpecente na negociação, afinal incorriam em tráfico, por inexistir monitoramento do judiciário e nem de autoridade policial sobre a ação, que poderia torná-la atípica.
Tal como ocorreu no Supermercado, os criminosos foram “tocaiados”, e o ganso infiltrado foi vitimado como queima de arquivo.
Melhor inexistir testemunhas.
O ganso da Rota foi silenciado juntamente com os hipotéticos opositores, fornecedores de armas.
E o resto todos já sabem, o que foi possibilitada ciência, todavia, o Senhor Secretário encontrou-se com delegados do Dhpp na data de ontem e esclareceu que sobre a eventual ocorrência de vazamento de dados do inquérito em testilha, todos os envolvidos serão punidos com extremado rigor, rua! E que era pra abafar o caso!
Na verdade ele ficou muito p… com a abrilhantada atuação do Gecep, e ainda mais sabendo que a sociedade e as fileiras operacionais policiais civis aplaudiram de pé!
Ecoam brados por Justiça e por Legalidade!
Todos somos vítimas de um sistema nauseante, corrupto e putrefado!
Impunidade fomenta impunidade e vocifera atrocidades sóciopolíticas!
O passado recente elucida dúvidas e faz luzir a verdade real sobre fatos e atos da milícia urbana paulista:
Operação Castelinho, onde decorreu morticínio após infiltração de membro de organização criminosa sacado maquiavelicamente do sistema prisional;
Comprebem, que se revelou uma Castelinho Urbana;
Bar Barracuda, que está se revelando outra Castelinho Urbana!
Tenho brandas e práticas sugestões para desmascarar esta farça e comprovar incontestavelmente este criminoso ardil, por institucionalizado “modus operandi” higienizador social!
Respeitosamente, não sou a favor da atuação criminosa e nem tão pouco sobre a aplicação da pena de morte, quer seja decretada por Tribunais do PCC ou da Milícia Paulista.
Niguém pode esquecer que todos somos vítimas potenciais, e que qualquer de nossos entes queridos estão sujeitos a malsinadas adversidades!
Devemos defender os interesses democráticos, a legalidade e os nossos, repudiando o regime de exceção, quer seja imposto pelo Crime Organizado ou ditado por um Estado Demoniocrático de Direitos Desvirtuados.
Antes de defender quaisquer dos lados, devemos compreender que em todas as óticas ocorrem perdas insuperáveis e irreparáveis, e refletir que os criminosos tinham famílias, os policiais militares presos também… assim como todos nós, pois não podemos desejar à ninguém o que não desejamos a nós mesmos!
Quem ganhou com isso?
Somente os abastados captalizadores de interesses escusos e criminosos!

Comentários

  • Flavio Magalhaes de Oliveira

    09/06/2012 #1 Author

    Boa noite a todos respeito a opinião de cada um,porem aos que falam mau da policia deveriam realmente conhecer o que esta por traz destes homens e mulheres que todos os dias saem de suas casas e nem sabem se voltarão para seus lares.Outra coisa que não é divulgado pela nobre cupula da PM Paulista é o numero de policiais mortos,nem tao pouco o numero de policiais presos,como o carissimo leitor que postou sobre a ação da Rota deve saber muito bem pois usou palavras que estão na giria policial,ai te pergunto vc ja entrevistou policiais para realmente saber o que passa por tras desta grande instituição,os problemas com viaturas,com fardamentos,com equipamentos para uso de escrivãos nos DPs,portanto não venha com falso moralismo pois se os PMS cometeram erros ja estão sendo punidos pela Corregedoria.

    Responder

  • Cris Azevedo

    31/05/2012 #2 Author

    Pannuzio,

    Essa mania que alguns têm de odiar a ROTA já teve seu tempo e ele passou. Precisamos da ROTA. Se alguns cometem crimes, a própria PM dá jeito neles, o que NÃO acontece em outras instituições, como você bem sabe.
    Goste ou não, quando há denúncia, a PM apura e expulsa. Vc vê isso no Congresso? No Executivo Federal? Não?
    De qualquer forma, os criminosos sequer fazem julgamentos sumários com suas vítimas: matam-nas sem razão alguma. Nós, como cidadãos amedrontados e acuados por essa corja, pensamos: “menos um”.
    O que eu gostaria é que vocês, jornalistas, não se referissem à ROTA, mas a maus elementos da ROTA. Nós gostamos da polícia. Gente de bem gosta! Quando nos ocorre o perigo, são os PMs que vêm ao nosso socorro!
    Gente podre, vc sabe, existe até mesmo…no jornalismo!

    Responder

    • Fábio Pannunzio

      31/05/2012 #3 Author

      Principalmente no jornalismo. MAs isso que vocÊ advoga é o estado de barbárie. O homem demorou muito até criar o Estado para mediar as relações sociais. O Direito é a forma mais sofisticada de impor normas e limites a essa relação. Se um policial swe transforma em executor, ioguala-se aos piores assassinos. A Justiça não foi inventada por acaso.

  • Cris Azevedo

    31/05/2012 #4 Author

    Ah, desculpe, mas o moço aí sabe muito… demais para o meu gosto. Anônimo ou do outro lado?

    Responder

    • Fábio Pannunzio

      31/05/2012 #5 Author

      Ele sabe sim. Sabe bem mais do que nós dois.

  • RENATO BORGES

    31/05/2012 #6 Author

    NÓS VIVEMOS HOJE EM SÃO PAULO, A REALIDADE DO FILME TROPA DE ELITE 2. HOJE MAIS TRÊS PMS DA ROTA FORAM PRESOS PELA CORREGEDORIA, DOIS DELES TENENTES. TÁ FEIA A COISA.

    Responder

  • Edu

    31/05/2012 #7 Author

    Quem ganhou com isso eu não sei, mas sei quem perdeu, o crime organizado com menos seis vagabundos.

    Responder

  • MarceloF

    31/05/2012 #8 Author

    Fabio,
    mais uma vez, não vou defender PMs. Tenho amigos que tabalham na Polícia Civil e me contam cada coisa. Assim como nesse relato que vc. publicou, percebe-se que existe uma guerra surda entere PM e Polícia Civil. Um joga o cadáver na área do outro. A PM está “bem na fita”, sendo mais bem avaliada pela população. A Civil, com salários sempre baixos (embora vários delegados sejam vistos dirigindo carrões), tem imagem ruim. Nas minhas experiências próprias, nas três vezes em que fui assaltado, a PM apareceu rápido e foi atrás dos bandidos (infrutiferamente, é bem verdade). Mas a ida ao distrito para fazer o B.O. foi sempre lamentável. Mau atendimento, descaso, burrocracia inútil.
    É preciso unificar as polícias para que se consiga estabelecer uma política de segurança pública de verdade.
    Quanto ao relato, não duvido dele, nem acredito.
    Abs.,
    de MarceloF.

    Responder

  • Ricardo

    31/05/2012 #9 Author

    “O leitor tem informações precisas, checadas pelo blog…”
    O Blog checou as informações do comentário anonimo??
    Com quem?
    Com a corregedoria? Com os próprios PMs da ROTA??
    Com o pessoal do PCC??

    E se a PM faz inteligencia e com isso consegue atuar sobre o crime tem que ser aplaudida e não criticada, coisa que a policia civil esta longe de conseguir da população.

    Responder

    • Fábio Pannunzio

      31/05/2012 #10 Author

      O leitor é anônimo pelo simples fato de que sua identidade não será revelada. Eu sei bem quem ele é e o que está dizendo.

    • Ricardo

      31/05/2012 #11 Author

      UMA guarnição da ROTA supostamente cometeu um crime, e esta respondendo a isto PRESA.
      Pq não elogiar a atuação dá corregedoria e do restante dá PM paulista que combate com a própria vida o crime organizado?
      Ou o PCC não passa de invenção dá polícia?

    • Cris Azevedo

      31/05/2012 #12 Author

      Exatamente, Ricardo! Disse TUDO! Chega dessa coisa “sessentaeoitista”que impregna a imprensa, de detestar polícia. Quem não gosta de PM é bandido. Nós, gente que trabalha e estuda, gostamos e MUITO.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *