A BESTA, organização de blogueiros autoproclamados progressistas, pirateou uma frase atribuída ao ministro Ayres Britto durante encontro de blogueiros ocorrido em Salvador no último...

Telão da BESTA com a frase pirateada. Reprodução do site de PHA

A BESTA, organização de blogueiros autoproclamados progressistas, pirateou uma frase atribuída ao ministro Ayres Britto durante encontro de blogueiros ocorrido em Salvador no último fim-de-semana.  Apesar de formalmente desautorizada pelo Presidente do STF, a frase foi exibida num telão ao lado de outra, do ministro Lewandovski, com o propósito de dar uma legitimidade aparente à causa defendida pelo grupo — a volta da censura mascarada com o rótulo de ‘Ley de Medios’.

O assédio da BESTA constrangeu Ayres Britto desde que Paulo Henrique Amorim pediu uma audiência para fazer-lhe o convite. O apresentador da TV do bispo Edir Macedo foi recebido  pelo ministro no dia 2 de abril. Levou seu advogado Marcos Cesar Klouri, que aproveitou o encontro para tecer considerações acerca do mérito de processos contra seu cliente, réu em mais de 40 ações por calúnia, injúria e difamação. O episódio  teve a mesma natureza do encontro entre o ex-presidente Lula e o ministro Gilmar Mendes. O Blog do Pannunzio tratou do assunto no post Constrangido por Paulo Henrique Amorim, Ayres Britto recusa convite para abrir encontro da BESTA, publicado no dia 6 de abril.

Dias depois da conversa, diante da recusa do ministro Ayres Britto ao convite para participar  do evento, um dos organizadores do simpósio da BESTA escreveu um e-mail à Presidência do STF solicitando o envio da frase que deveria ilustrar a abertura do encontro. Na resposta, enviada também por e-mail, a assessoria de Ayres Britto desautorizou a menção à frase em função da “excessiva judicialização” da atuação dessa estirpe de blogueiros. O veto foi desconsiderado e a frase, como se pode ver na foto acima, foi utilizada como se houvesse autorização.

Curiosamente, o encontro terminou com a indicação de que os blogueiros da BESTA desconheçam as sentenças de primeira instância, num movimento de desobediência civil que representa uma verdadeira afronta ao Judiciário. “Não teria nenhum sentido o Ayres Britto patrocinar mais este ataque à instituição da Justiça”, diz a fonte do Blog do Pannunzio.

O pirata virtual e a pirataria

A iniciativa de convidar Ayres Britto para o encontro da BESTA foi de Paulo Henrique Amorim. A divulgação de informações desencontradas dando conta de que o ministro do STF havia aceitado o convite aconteceu primeiro no site dele e foi reproduzida por dezenas de blogues associados. Na antevéspera do evento, PHA postou em seu blog informações que sabia não serem verdadeiras.

Ele afirmou em seu blog que “o presidente do Supremo (…) também contribuirá para ilustrar a abertura do encontro”. A citação que aparece no post (“A liberdade de imprensa não só mais para os donos da imprensa”), no entanto, é bem diferente de um dos bordões de Ayres Britto. A frase originalmente mencionada na conversa com o ministro, publicada no proprio blog blog de PHA dias antes, era “A liberdade de expressão é a maior expressão da liberdade”. E foi essa que, a despeito da negativa, acabou sendo transformada em emblema do evento.

 

 

 

 

 

 

Comentários

  • Givaldo

    01/06/2012 #1 Author

    Panunzio, seria interessante se o Supremo ministro acionasse a editora abril tbém. Provavelmente vc não saiba, mas o governo do estado de SP retirou DUAS aulas de geografia do 3ºano do E.Médio, antes eram 3 por semana(agora é só UMA), para que fôssemos obrigados a trabalhar uma revista da ed. abril(Atualidades), que por sinal é a mesma vendida em bancas de jornais, inclusive com a resolução das questões na última página. Sem falar nas edições de veja que todas as escolas estaduais recebem semanalmente, ou será que isto pode??? Alguém já viu esta revista soltar alguma capac/ escândalo do governo de SP???Se vc for de fato um bom jornalista e quiser ter moral pra falar dos que criticam o Gilmar Mendes, que tal fazer uma pauta sobre os conluios de alguns segmentos de comunicação com governos além de petistas. Ou será que isto só vale para os outros???

    Responder

    • Fábio Pannunzio

      01/06/2012 #2 Author

      Eu não vou fazer porque concordo com a leitura das revistas pelos alunos das escolas públicas. Ao contrário: defendo que mesmo a Carta Capital seja oferecida para aumentar a visão crítica dos novos cidadãos. Quanto mais informação, melhor. Quanto À redução das aulas de geografia, acho uma temeridade em qualquer circunstância. Mas não tenho ideia de por que aconteceu.

    • Flávio Furtado de Farias

      02/06/2012 #3 Author

      hum rum…

    • Givaldo

      02/06/2012 #4 Author

      Também concordo com a pluralidade de informações com relação às revistas. O problema é que as coisas em SP são feitas sem critério técnico nenhum, a não ser agradar alguns grupos de comuicação. Professores, alunos e comuidade não são consultados sobre estas mudanças. As coisas são impostas. Os professores não foram orientados sobre como deveria ser trabalhada a tal da revista “Atualidades”, que díga-se de passagem até possui um conteúdo interessante, contudo, não foi elaborada para ser trabalhada em sala de aula e sim para quem a compra nas bancas, pois como solicitar que os alunos resolvam algumas das questões do ENEM ou Fuvest que estão neste material se as respostas estão na última página??Ao analisarmo a relação quantidade de aulas x páginas da revista, seria difícil trabalhar um exemplar no período de um ano, mas cada aluno recebe DOIS exemplares, um dinheiro gasto sem necessidade, com o único objetivo de agradar a editora abril. Como falar mal de um governo tão generoso assim?A educação pública estadual é um verdadeiro caos em SP, enqto autoridades, imprensa e sociedade fingem não ver e qdo aparece algum culpado, este sempre é o professor. Aqui, o professor só tem espaço em reportagens qdo é grevista ou baderneiro, tendo que conviver com algo em torno de R$10,00 a hora aula e um ticket de R$4,00 e que o governo enche a boca pra dizer que elevou-o á R$8,00. Talvez vc não saíba tbém, mas a editora abril é proprietária de algumas editoras de livros didáticos, os quais chegam aos montes para alunos do E.Fundamental, tbém sem critério, pois muitos alunos recebem livros sem saber ler, livros de poesia capa dura – devem custar uma fábula- , mas o importante não é pulverizar o conhecimento e sim engordar os bolsos de alguém. Por isto que fiz a crítica anterior, se o Gilmar Mendes acha que os blogueiros progressistas recebem verbas de empresas públicas para caluniá-lo, o que dizer da ed. Abril e o governo de SP?? Com relação a redução das aulas de geografia, que tal vc pesquisar os reais motivos?
      Obs. Alguns defensores radicais deste governo podem argumentar que se a educação é tão ruim e o governo paga tão mal, pq continuamos ainda na educação?À estes respondo que diferentemente de outras profissões, lecionar não é para quem quer ou quem pode. Lecionar é para quem gosta e se satisfaz com o progresso dos outros. A nossa satisfação é encontrar ex-alunos realizados como cidadãos, mas saliento que “Professor” é uma categoria em extinção.

    • Givaldo

      03/06/2012 #5 Author

      Apesar da educação com que redigí, tive minha réplica censurada. Obrigado pela oportunidade de conhecer-lhe melhor. Este espaço eu não acesso mais.

  • Danilo Albergaria

    01/06/2012 #6 Author

    Este post é um exemplo de escandalização do nada.

    Não existe tal coisa como piratear uma declaração. Não é obra, não se está gerando receita com a venda ilegal da declaração ou coisa similar.

    Você pode censurar o grupo de blogueiros ou do que quer que seja por utilizar em telão, ou faixas, ou cartazes, frase e nome de uma pessoa que pediu para não ser utilizada. Você pode acusar o grupo de desonestidade. Mas dizer que é pirataria? Ridículo. Esbarra na calúnia.

    Pare de escandalizar o nada, sua reputação está se esvaindo.

    Responder

  • LUIZ DE MORAES REGO FILHO

    01/06/2012 #7 Author

    Tendo como hábito ler e comentar no TRIBUNA DA INTERNET, li com grande satisfação naquele blog, participação sua bem como a existência de vosso blog do qual já sou leitor assíduo e pretenso colaborador. Considero vossa postura lúcida em meio a tanta confusão e incoerência. Um homem praticamente perde as calças quando é flagrado em atitude incoerente. Esse é o caso de muitos blogueiros do PIO e da BESTA. Gostaria muito de confrontá-los pessoalmente. Tenha a certeza de que você tem e terá o apoio dos verdadeiros cidadões do Brasil (não gosto de empregar o termo “brasileiro”, acho que equivale-se à lixeiro, carvoeiro, mineiro, mateiro, enfim tudo o que se refere à exploração). Dentre as suas coberturas jornalisticas, apreciei bastante a sua cobertura em Utah (Salt Lake City). Não tema! Em breve teremos um governo com o mesmo modelo que lá vistes.
    Grande abraço,
    Conte com esse humilde cidadão.
    LUIZ DE MORAES REGO FILHO

    Responder

  • Sergio

    01/06/2012 #8 Author

    Pannunzio, você dá muita trela para essa corja que vem te questionar. Use seu tempo e habilidade para o bem e manda esses caras do Movimento Esquerdista Revolucionário Da América, e seu acróstico, para o inferno.

    Responder

  • Emilson Werner

    01/06/2012 #9 Author

    É permitido o uso de frases de qualquer autor, e isso inclusive em trabalhos científicos e didáticos. Não há nenhum “pirateamento” nisso!
    Seria o mesmo que dizermos que o lamentável “artigo” do Reinaldo Azedo sobre o Mino Carta é “pirateado”, pois carece de autorização do mino para ser publicado. Não é?

    Responder

    • Fábio Pannunzio

      01/06/2012 #10 Author

      reproduzir a despeito da negativa do autor criar um comprometimento ético indesculpável.

    • Vinícius Jadyr

      01/06/2012 #11 Author

      E quando o autor reproduzido é um ministro do Supremo Tribunal Federal o caso fica mais grave

    • Danilo Albergaria

      01/06/2012 #12 Author

      Sério? Só porque ele é “otoridade”?

  • Preguiça!

    01/06/2012 #13 Author

    Tudo que vem de PHA me dá uma preeeeeeeguiiiiiiiça!
    Pelo jeito debochado e voz chatíssima, já não consigo ouvi-lo mais. Tampouco perco tempo em ler o q escreve, há muito, e, tanto mais, depois que ficou escancarada a descompostura, tb no caso Heraldo.

    Responder

  • Japi

    01/06/2012 #14 Author

    Agora que caiu a ficha, BESTA=Blogueiros ESTAtais. (pagos com dinheiro público, em tese nosso dinheiro, para defender PeTralhas e achincalhar na internet quem não comunga com seus nobres ideai$ partidário$).

    Responder

    • Danilo Albergaria

      01/06/2012 #15 Author

      Parabéns, você acaba de descobrir o Novo Mundo!

  • katia Azevedo

    01/06/2012 #16 Author

    genteeeeeeeeeeeee!!! isso é deprimente!!! Fico me perguntando se esses blogueiros, no íntimo, se sentem mesmo progressistas e se acreditam na pureza de intenções do PHA….. Uma verdadeira comédia,, pobre ministro!

    Responder

  • Flavio

    01/06/2012 #17 Author

    Que coisa pequena….meu caro são frases, citações que pipocam, ou vão pipocar, no facebook….isso não quer dizer que o Ayres Brito, ou o Ricardo, ou a Clarice Lispector compactuam ou não com as idéias do evento..
    Desculpe-me a grosseria, mas é briguinha de lavadeira..Besta daqui…Pig de lá…100% de isenção nenhum de vcs tem.

    abs

    Responder

    • Danilo Albergaria

      01/06/2012 #18 Author

      Você não entende que o mundo inteiro, toda a criação cósmica, está dividida em Besta e Pig? Meu caro, se você não é a favor do Pig, então só pode ser da Besta.

      Só Antas pra fazer parte desse joguinho idiota.

  • Flávio Furtado de Farias

    01/06/2012 #19 Author

    Pannunzio, você está falando sério?
    Agora é preciso autorização do autor de frases para citá-las?
    Apresente-me o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido de todas as frases que você já citou no Blog e nas suas reportagens e citações… Não consegue, né? Imaginei.

    Responder

    • Fábio Pannunzio

      01/06/2012 #20 Author

      Eu não utilizo nenhuma citação de terceiros se isso me for previamente solicitado.

    • Flávio Furtado de Farias

      01/06/2012 #21 Author

      Por favor, facilite minha vida e me apresente o link onde indubitavelmente possa acessar a declaração explícita de Ayres Britto pedindo para não utilizarem a frase.

    • Fábio Pannunzio

      01/06/2012 #22 Author

      Procure a assessoria do ministro.

    • Flávio Furtado de Farias

      01/06/2012 #23 Author

      vou ver, valeu a dica!

    • Flávio Furtado de Farias

      01/06/2012 #24 Author

      Pannunzio, você está certo, se o ministro, ao receber a solicitação, recusou o pedido, a utilização da forma como está exposta, pode dar a impressão de autorização. Embora, não exista uma desautorização explícita, talvez, exista sim uma inconveniência quanto ao uso.
      A organização do Encontro de Blogueiro deveria ter levado em consideração este aspecto.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *