O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), conseguiu o que queria. Está imune de qualquer investigação sobre denúncias que o envolvem. Mas a tranquilidade...

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), conseguiu o que queria. Está imune de qualquer investigação sobre denúncias que o envolvem.

Mas a tranquilidade não é a mesma para o tucano Arthur Virgílio (AM).

Membros do Conselho de Ética definem, em instantes, o futuro do parlamentar, acusado por quebra de decoro parlamentar ao manter por 18 meses o pagamento de um funcionário fantasma que passou todo esse período fazendo um curso de teatro no exterior.

Sarney conseguiu se livrar de 11 reclamações. Será que Virgílio vai ficar na única que recae contra ele?

Neste momento, o político amazonense se defende do episódio que virou alvo da representação de autoria da tropa de choque peemedebista.

Aguarde o resultado em instantes, aqui no Blog.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *