O senador Fernando Collor (PTB-AL) entrou ontem com uma representação no Conselho Nacional do Ministério Público pedindo investigação contra o procurador-geral da República, Roberto...

O senador Fernando Collor (PTB-AL) entrou ontem com uma representação no Conselho Nacional do Ministério Público pedindo investigação contra o procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

No documento, Collor aponta “inércia” de Gurgel no caso da Operação Vegas, que investigou em 2009 o grupo de Carlinhos Cachoeira e flagrou conversas do senador Demóstenes Torres (ex-DEM-GO).

O procurador, ao receber o inquérito da PF na época, optou por não dar prosseguimento às investigações.

Collor pede ainda que seja apurada a iniciativa de Gurgel de repassar o caso Vegas para a mulher dele, a subprocuradora Cláudia Sampaio.

A representação foi distribuída para o conselheiro Almino Afonso, que abrirá agora prazo para manifestação de Gurgel sobre o caso. O conselho é o órgão de controle externo das ações dos integrantes do Ministério Público.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Collor quer que Gurgel seja investigado por interromper a Operação Vegas – 13/06/2012.

Comentários

  • Airton

    13/06/2012 #1 Author

    Uma pergunta :
    a PF através dos grampos sabia da alta movimentação financeira do Cacheira e comunicou isso a Receita Federal e ao COAF ?

    Responder

  • Armando

    13/06/2012 #2 Author

    Por que não investigam também a inércia do Dr. Gurgel diante das denúncias de desvio de dinheiro público que envolvem o comandante do Exército enquanto Diretor do DNIT????????

    Responder

  • Antony

    13/06/2012 #3 Author

    Collor mostra que o fato de 1992 não mudou sua cabeça. Ações por impulso e ao que parece, desmedidas – porém tenta fazer muito barulho.

    Esta CPI o possibilitou renascer como politico, e considerando que a memória do brasileiro é curtinha, irá conseguir.

    Isto nos leva a outro ponto: parece que o pessoal do governo que pauta a dos QUIÁQUIÁQUIÁ progressistas enviou ordem “agora tratem Collor com respeito e deferencia pois inimigo do nosso inimigo é nosso amigo”.

    Podem visitar agora os sites do PHA, do Mino e do Eduguim e comprovem por si mesmos o respeito e deferencia com que é tratado Collor.

    Responder

  • Mario

    13/06/2012 #4 Author

    Se Deus quiser, eu ainda vou ver os mensaleiros condenados e abraçados com o Collor no fundo do poço.

    Mario.

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *