“O senador Aloizio Mercadante entrou em contato comigo hoje de manhã e disse que permanecerá no cargo”. Foi com esta mensagem que o senador...

“O senador Aloizio Mercadante entrou em contato comigo hoje de manhã e disse que permanecerá no cargo”.

Foi com esta mensagem que o senador João Pedro (PT-AM) anunciou há pouco no microblog Twitter que o colega de partido não vai mais renunciar.

O impasse vem sendo discutido há pelo menos dois dias. Mercadante está claramente insatisfeito com os mandos e desmandos do partido que o abriga há mais de 30 anos.

Não concorda com o posicionamento da legenda nesta crise que assola o Senado há mais de seis meses. Culpa Sarney pelo caos em que se transformou a vida política de inúmeros parlamentares.

Na revolta, ameaçou sair várias vezes. Ontem, informou, também pelo Twitter, que renunciaria. Durante a semana, deixou o cargo à disposição para quem tivesse sugestões para a legenda.

Brigou e causou indisposição com os senadores Ideli Salvatti (SC) e Delcídio Amaral (MS), que queriam ser substituídos no Conselho de Ética. O último, inclusive, afirmou que seria capaz de bater em Mercadante.

Como alternativa para a “crise no PT”, que é negada veementemente pelo presidente Lula, o nome do suplente João Pedro foi o mais cotado para assumir o posto de líder.

No diz, não diz, é bom que Mercadante tome uma decisão definitiva e irrevogável, como vem afirmando. Do contrário, o desgaste da figura política dele pode ser interminável.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *