GUSTAVO GANTOIS, do portal Terra O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), adiou em três dias a reunião do Conselho de Ética...

GUSTAVO GANTOIS, do portal Terra

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), adiou em três dias a reunião do Conselho de Ética que votará o relatório sobre a cassação do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), marcada inicialmente para esta segunda-feira. O pedido havia sido feito pela defesa do senador na última sexta-feira.
De acordo com Toffoli, a decisão concede tempo hábil para que os demais membros do Conselho tenham acesso às razões apresentadas nas alegações finais da defesa. “Tudo de molde a se concretizar de fato o direito à ampla defesa e ao contraditório”, afirmou o ministro.
Foi justamente com base no argumento de que a defesa do senador estaria sendo cerceada que o advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, pediu o adiamento da sessão.
Na semana passada, o relator do processo no Conselho, senador Humberto Costa (PT-PE), afirmou que apresentaria hoje o pedido de cassação de Demóstenes e, logo em seguida, colocaria em votação o relatório.
A defesa de Demóstenes argumentou no mandado de segurança que o Código de Ética do Senado prevê um prazo de dez dias úteis, contados da entrega do relatório, para a análise do colegiado sobre o pedido de cassação.
“O senador relator Humberto Costa, ao que parece, não pretende levar em consideração qualquer tese defensiva que será aposta em alegações finais, num evidente prejulgamento que, salvo melhor juízo, parece atender a inclinações nocivas à presunção de inocência”, argumentou Kakay.

Beba na fonte: STF adia votação de relatório contra Demóstenes – CPI Cachoeira – Terra.

Comentários


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *