José Geraldo Riva, presidente da Assembléia Legislativa de Mato Grosso, acaba de ser proibido de exercer funções de natureza administrativa e financeira por decisão...

José Geraldo Riva, presidente da Assembléia Legislativa de Mato Grosso, acaba de ser proibido de exercer funções de natureza administrativa e financeira por decisão da quarta Câmara do Superior Tribuna de Justiça, que manteve condenação em primeira instância do deputado estadual do PSD em ação de improbidade administrativa. Com essa condenação,  Riva está inelegível e terá que pagar uma multa de R$ 1,1 milhão.

O deputado move quatro ações, duas civis e duas criminais, contra o editor deste blog, que publicou reportagens com informações sobre os mais de 120 processos que ele responde atualmente, e que fazem dele o maior ficha-suja da história do País..

Apesar de sua extensa folha corrida, José Geraldo Riva foi o campeão de votos em seu estado. Amealhou mais de 100 mil votos, a despeito de ser acusado de comandar um esquema de corrupção que tinha vinculações com o maior bicheiro do Centro-Oeste brasileiro, conhecido como Comendador Arcanjo. O deputado é reincidente: na última legislatura, foi igualmente afastado duas vezes dos talões de cheque da ALMT e posteriormente cassado por compra de votos.

O blog saúde e festeja a decisão do TJMT. Com ela, afasta-se definitivamente do horizonte político daquele estado, a partir das próximas eleições, um homem que enriqueceu vertiginosamente no parlamento, onde chegou sem um tostão.

Riva ainda pode perder o mandato atual. Ele é novamente acusado de comprar votos, o que pode atalhar sua permanência, mesmo que apenas simbólica, à frente da Assembléia Legislativa.

Comentários

  • Gláucio, do Paraná

    26/05/2015 #1 Author

    Oi Pannunzio,

    Sou Gláucio, atuo como jornalista no Estado do Paraná. Uma fonte próxima aqui na cidade tem denúncias relativas à venda de sentenças e outros tipos de negociadas em um estado da Região Centro-Oeste do Brasil, com ampla documentação. Você tem interesse? Caso tenha, por favor informe um e-mail e fone para contato.

    Abraço!

    Responder

    • Fábio Pannunzio

      26/05/2015 #2 Author

      Claro, Gláucio. Por favor, peça para entrarem em contato comigo por meio do meio e-mail pessoal. É pannun@gmail.com. Um abraço e obrigado.
      Fábio.

  • renata

    26/06/2012 #3 Author

    Deus nos vai livra de um home chamado riva vai asim ajuda que ele seja afastado da politica .

    Responder

  • Cuiabano

    19/06/2012 #4 Author

    Então, como diz o bordão que está na moda atualmente: Para a nossaaaaaa alegriaaaaaaaa. A casa dele tá caindo. Os seus “Amiguinhos” foram aposentados de vez pelo STF.
    Eu me sinto um “MERDA”, tendo como representante da assembléia legislativa do meu estado, um cara como esse, super processado, e mesmo assim, é o cara que dá as cartas em Mato Grosso. Ele tem nas mão politicos, Empresários, Juízes, pistoleiros, etc. Tudo em troca de dinheiro sujo. Vai quardando o que vc larapio do estado, Riva. Vc vai precisar muito dele, para pagar advogados, e quando o Arcanjo sair da cadeia, vc ainda terá o que acertar com ele.
    Pannunzio, o Arcanjo só foi prá cadeia quando a REDE GLOBO fez uma matéria sobre o caso. A Band não pode fazer o mesmo? Ou tem gente lá também que é molhado a mão pelo RIVA?

    Responder

  • Gilmar Brunetto

    19/06/2012 #5 Author

    Prezado Pannunzio você conhece algum falecido que ressuscitou para endossar cheques. Aqui em MT aconteceu o falecido Lucas Marques Gomes endossou mais de 30 cheques da AL MT emitidos pela dupla Riva Bosaipo.

    Responder

  • Vincet

    19/06/2012 #7 Author

    A notícia contém um erro, já que a decisão é do TJMT e não do STJ.

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *