São Paulo está às voltas com uma nova onda de terror. Três policiais militares foram assassinados nos últimos sete dias — o número de...

São Paulo está às voltas com uma nova onda de terror. Três policiais militares foram assassinados nos últimos sete dias — o número de execuções pode chegar a 7, dependendo da fonte. Seria uma retaliação do PCC contra a execução sumária de um dos integrantes da facção criminosa pela ROTA, o “grupo de elite”da PM paulista.

A ação da ROTA foi denunciada pelo Blog do Pannunzio, assim como as primeiras ameaças de retaliação feitas pelo PCC, que mandou baixar as portas do comércio e impediu o funcionamento de escolas da Zona Leste de São Paulo.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo nega relação entre o assassinato de policiais e a política de extermínio levada a efeito pela tropa de choque da corporação. Não é de estranhar. O secretário Antônio Ferreira Pinto tem se empenhado na defesa do emprego da violência pela PM. É dele que a corporação deve cobrar responsabilidade pela retaliação.

Ferreira Pinto deu ordens expressas do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa para dificultar ao máximo o acesso do MP e da imprensa ao inquérito instaurado para apurar o comportamento dos PMs que executaram o traficante que supostamente teria ligações com o PCC. Tem movido uma cruzada contra o Ministério Público, que investiga excessos cometidos pela tropa. E conseguiu que o promotor do Juri encarregado da investigação decretasse segredo de justiça sobre o inquérito, privando a sociedade de saber o  que se passa.

Apesar da negativas formais do secretário, é clara a preocupação da polícia com os ataques do PCC. De acordo com fontes da própria polícia, a organização criminosa, que promoveu uma série de atos terroristas há três anos, mudou a tática. A ordem agora não é mais fazer ataques de grande porte que gerem comoção — é fazer ações pontuais, no molde das execuções de PMs que se verificaram esta semana.

Caso a vingança fique comprovada, estará mais uma vez provado o axioma segundo o qual violência se paga com violência.

Triste, nesse contexto, é a viuvez das mulheres dos soldados mortos, a orfandade de seus filhos e o recrudescimento da sensação de insegurança que apavora a população paulistana. Uma conta salgada demais a ser paga pela doutrina da vciolência da Secretaria de Segurança Pública do governador Geraldo Alckmin.

Comentários

  • Idiossincrasias Policiais!

    26/06/2012 #1 Author

    Enquanto isso, versa-se que o Secretino foi prestigiar o Curíntia, na Argentina, como bom apreciador de vinhos finos e de futebol…

    Mas qual seria a verdadeira motivação para tamanha omissão?

    Grampos revelam o que todos sabem mas que o governo nega veementemente!

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=QdqH0w5CQkg

    Nos próximos dias, roga-se maior cautela no atendimento a veículos e agentes da telefonica e da eletropaulo, pois podem ser criminosos travestidos de idôneos profissionais das prestadoras de serviços!

    Responder

  • jose carlos arana

    24/06/2012 #2 Author

    Caro Panunnzio, penso que não será necessário a comprovação. A doutrina de violencia, e não da inteligencia, promovida pela Secretarioa de Segurança Pública de São Paulo, será respondida com mais violencia, é fato.

    Responder

  • GABOLA de Garanhuns

    22/06/2012 #3 Author

    … E o que é que o Blog do Pannunzio SUGERE que seja feito para melhorar a segurança de São Paulo e do Brasil ????????

    Responder

  • Nando

    22/06/2012 #4 Author

    Com as eleições se aproximando e o candidato petralha na lanterninha das pesquisas. Só resta à quadrilha usar os métodos já conhecidos para tentar desestabilizar a candidatura dos adversários. O PCC foi convocado mais uma vez para ajudar o MESTRE parceiro que o treinou nos presídios da ditadura. Em troca vai continuar recebendo farta quantidade de cocaína das FARC e do Evo Cocales, parceiros do PT no FORO DE SÃO PAULO.
    A enorme quantidade de acidentes que estão acontecendo no METRÔ e CPTM já são claramente atribuídos à turma do Zé Dirceu, aquele denunciado como chefe da quadrilha pelo PGR no processo do MENSALÃO. Vale notar que quase nunca acontecia acidente, agora quase todo dia é sabotado por algum companheiro petralha.

    Responder

  • Idiossincrasias Policiais!

    22/06/2012 #5 Author

    http://www.sbt.com.br/jornalismo/noticias/?c=21262&t=Mais%20um%20policial%20e%20morto%20fora%20do%20horario%20de%20trabalho%20em%20SP

    Na verdade existem acordos escusos desde a época que o SSP era da SAP, e como informantes da Rota, Gordex, o morto na Airton Senna e outros tantes estavam vendendo o PCC para quem dava mais e porisso foram mortos como queima de arquivo, o PCC está se sentindo traído e o chicote vai estalar, mas dessa vez só no lombo dos desafortunados e honestos, preferencialmente em horário de folga, evitando-se clamor social e mais, faz tempo que os PMs estão morrendo no horário de folga, há muito que se perpetra o terror e o Estado faz cara de paisagem… e que se danem as estatísticas maquiadas!
    Quem coaduna com o crime organizado nunca morre, quer seja agente público ou não, ao contrário, enriquece, ganha poder e prestígio, como por exemplo um certo chefe de grupo de extermínio da ZL que após ser preso e solto, acusado de dezenas de homicídios dolosos, virou rei e desfila fortemente armado em sua BMW X1 OK, sem placas, pagando de demônio e continuando a favorecer relações criminosas e a milícia urbana paulista!
    Se o Compre Bem havia sido uma Castelinho Urbana, agora, o Barracuda, foi com excelência, pois tinha até vagabundo infiltrado que apresentou os P2, papas malas, aos PCCs, avalisando a troca de armas por drogas.
    Só peço ao Grande Criador que esta não seja mais uma encenação sob a batuta e crivo de poderosos, desejando vitimizar a Gloriosa, sacrificando as baixas castas, para prevalecer a Instituição Fragmentada e Concordatária!
    Depois promove uma Mega-Higiene social, verdadeiro morticínio, e a sociedade aplaude em pé, o Pão e o Circo!
    E Viva os Executores (das leis dos cães)!
    E Viva a Demoniocracia!
    E Viva o Regime de Exceção!
    Lembrem do histórico versado sobre atentados decursos no passado, onde hipoteticamente foi sacrificado por uma causa nobre um irmão de miliciano, fraterno ao alto-escalão, que provavelmente seria informante da Rota!
    O Miliciano Exterminador ameaçou testemunhas no Fórum da Barra Funda e após estas denunciarem seus pares, sendo que muitas foram silenciadas a ferro e fogo!

    http://www.youtube.com/watch?v=3DZW9V2UzBE&feature=player_embedded

    http://mais.uol.com.br/view/jinmcnm98vmk/policiais-ameacados-dizem-que-o-pcc-voltou-a-atacar-em-sp-0402CC193766E0C12326?types=A&

    http://www.midiaamais.com.br/cicero-harada/6031-direto-de-cambridge-harvard-conclui-que-ataques-do-pcc-foram-culpa-da-policia

    Responder

  • Osvaldo

    22/06/2012 #6 Author

    Quanta coincidência, em período eleitoral começa essa onda de criminalidade e ataques a policia na cidade de São Paulo.

    Responder

  • Andre

    22/06/2012 #7 Author

    Sempre que tem eleicoes e o PSDB esta’ no poder, acontecem desgracas “por obra do acaso” em SP…

    Responder

  • José Carlos

    22/06/2012 #8 Author

    Estranha a notícia…

    1 a paisana foi morto em assalto. Os outros em confrontos…

    A quem interessa o terror?

    Responder

  • Robson de Oliveira

    22/06/2012 #9 Author

    Bom dia Pannunzio. Isso é realmente preocupante. Em um confronto, existe o fator treinamento e disciplina que favorece sempre o policial. Já em ações de execuções repentinas, o favorecido é o bandido que utiliza sempre o elemento surpresa.
    O resultado é este; assim como na política, para eles os fins justificam os meios.
    Espero que punam logo esses policiais que cometeram o crime de execução, pois os bandidos do outro lado, não costumam ter paciência.

    Seguem uma lógica própria, infelizmente é um tipo de terrorismo. Não há confronto. Vidas são perdidas como moeda de negociação!

    …onde chegamos meu Deus!

    Robson de Oliveira

    http://ecoblog-blogeco.blogspot.com.br/

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *