O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), usou a tribuna do Senado hoje para discursar. Mas desta vez, as falas nada tinham a ver...

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), usou a tribuna do Senado hoje para discursar.

Mas desta vez, as falas nada tinham a ver com uma das várias tentativas de defesa de denúncias que o envolvem no maior escândalo político da história do país há pelo menos seis meses.

Agora, Sarney resolveu relembrar a morte do ex-presidente Getúlio Vargas, que se suicidou há exatos 55 anos. “É de justiça lembrar desta data”, afirmou ao lembrar que os membros da antiga UDN jamais esperavam que o político fosse morrer da forma como morreu. “Mas é preciso lembrar também que foi um grande golpe político por parte do presidente”.

Sarney também fez referência aos 100 anos de morte do escritor Euclides da Cunha. A celebração, realizada na Casa na última semana, não foi acompanhada pelo parlamentar.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *