O empresário Carlinhos Cachoeira já morava na casa que pertencia ao governador Marconi Perillo (PSDB-GO) antes mesmo da oficialização da venda do imóvel pelo...

O empresário Carlinhos Cachoeira já morava na casa que pertencia ao governador Marconi Perillo (PSDB-GO) antes mesmo da oficialização da venda do imóvel pelo tucano e chegou a gastar mais de R$ 500 mil em sua decoração.

As informações reforçam a suspeita de que o imóvel foi vendido a Cachoeira, versão que Perillo nega, e foram reveladas ontem à CPI do Cachoeira pelo arquiteto Alexandre Milhomem e pelo relator Odair Cunha (PT-MG), que apresentou áudios inéditos do caso.

“Ninguém gasta um volume de recursos significativo numa casa emprestada, ainda que para passar um tempo”, disse Cunha (PT-MG), que afirmou, após o depoimento, que Perillo “com certeza” mentiu à CPI.

Em testemunho à comissão, Perillo disse que nunca fez negócios com Cachoeira. Ele sustenta que vendeu a casa para o empresário Walter Paulo Santiago, de Goiânia.

Cachoeira não aparece nos registros oficiais da venda do imóvel. Na escritura, consta o nome de uma empresa administrada por Santiago.

Mas duas novas gravações feitas pela PF e apresentadas pelo relator e reforçam o elo do empresário com o imóvel.

Gravadas em maio de 2011, elas mostram que o empresário já tinha poderes suficientes para tratar da decoração da casa que ainda pertencia oficialmente a Perillo.

Em uma delas, em 3 de maio, Cachoeira diz ao arquiteto que vai decorar o imóvel. A conversa ocorreu um dia após Perillo compensar o último de três cheques recebidos pela venda da casa, no valor de R$ 1,4 milhão.

O arquiteto disse que foi contratado por Andressa Mendonça, mulher de Cachoeira, para decorar a casa e que ela “deixou bem claro” que era temporário.

Segundo o arquiteto, Cachoeira gastou R$ 550 mil com a decoração. Milhomem diz ter recebido R$ 50 mil. Desse valor, pelo menos R$ 10 mil vieram da construtora Delta, por meio de uma empresa-fantasma.

O governador de Goiás negou ter mentido à CPI e reafirmou que não vendeu sua casa para Cachoeira.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Relator da CPI diz que Perillo mentiu sobre compra de casa – 27/06/2012.

Comentários

  • Airton

    27/06/2012 #1 Author

    Só uma pergunta : a casa não foi vendida com pagamento em 3 cheques , o 1º para março ?
    E o arquiteto trabalhou em junho ?
    O meses do calendário mudou ou junho continua vindo bem depois de março ?
    Depois que alguém vende uma casa , em prestações ou não , continua sendo responsável pela mesma ?

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *