O chefe do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC, na sigla em inglês), o russo Yuri Fedotov, classificou de “decepcionante” o...

O chefe do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC, na sigla em inglês), o russo Yuri Fedotov, classificou de “decepcionante” o projeto do governo do Uruguai para a legalização da venda de maconha no país.

A agência apresentou ontem, em Viena (Áustria), seu relatório anual sobre o consumo de drogas ilícitas no mundo. Para Fedotov, a maconha “não é uma droga tão inocente como alguns querem fazer crer” e, de acordo com estudos médicos, pode provocar danos cerebrais.

Na semana passada, o Uruguai divulgou projeto que, segundo o governo, visa combater crimes do narcotráfico. Seu ponto mais polêmico é a criação de uma rede estatal de distribuição da droga, com quantidades limitadas vendidas a usuários registrados.

O projeto ainda tem de passar pelo Congresso uruguaio. Para alguns especialistas, ele viola convenção de 1988 da ONU segundo a qual cabe aos países signatários reprimir a produção e a venda de drogas. De acordo com o UNODC, o consumo de substâncias ilícitas mata 200 mil pessoas por ano em todo o mundo.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Mundo – ONU critica plano do Uruguai para liberar a maconha – 27/06/2012.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *