ERICH DECAT Localizado em área nobre de Brasília, um prédio destinado a servir de moradia aos deputados federais é utilizado pela Câmara como depósito...

ERICH DECAT

Localizado em área nobre de Brasília, um prédio destinado a servir de moradia aos deputados federais é utilizado pela Câmara como depósito de entulhos, material de construção, móveis, eletrodomésticos novos e usados.

Funcionários da Casa afirmam que o local é feito de depósito da Câmara há pelo menos quatro anos.

O prédio fica a cerca de 5 km do Congresso, na Superquadra Norte da 202, bloco L. O valor de um imóvel na região varia de R$ 1,3 milhão a R$ 1,5 milhão.

O entra e sai de funcionários terceirizados da Câmara no local é intenso durante toda a semana. Em frente ao prédio de seis andares fica estacionado um caminhão-baú que a cada viagem é carregado e descarregado com móveis e eletrodomésticos.

Também é constante o ir e vir de uma caminhonete da Câmara, ora com funcionários, ora carregada com galões de água e dezenas de sacos de panos feitos de embrulho para material de limpeza que será utilizado em outros prédios residenciais da Casa.

A Câmara conta com 432 apartamentos, sendo que atualmente 308 estão aptos para moradia. Hoje, cerca de 50 deputados aguardam na fila para conseguir ocupar um apartamento funcional. Enquanto não conseguem, recebem auxílio-moradia mensal de R$ 3.000.

Um dos 24 apartamentos do bloco L da 202 Norte, o de número 504, serve hoje de estoque para máquinas de lavar roupa. Já os apartamentos 303 e 302 foram transformados em escritórios para servidores e funcionários que trabalham na Seção de Vistoria e de Bens Móveis da Câmara. O atendimento é feito em horário comercial das 9h às 11h30 e das 14h às 17h30.

O prédio ainda serve como um “quartel-general” de marceneiros, eletricistas e bombeiros contratada para prestar serviços de emergência nos demais apartamentos da Câmara. Enquanto não são chamados, aguardam no 203, transformado em vestiário e refeitório.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Apartamentos de até R$ 1,5 mi da Câmara guardam entulho – 02/07/2012.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *