Governo faz mutirão e destina verbas a redutos de parlamentares

Às vésperas do início da campanha eleitoral e da vigência das restrições impostas pela legislação, que proíbe assinaturas de convênios do governo federal com as prefeituras entre julho e outubro, o Palácio do Planalto autorizou a liberação de R$ 450 milhões em emendas parlamentares de anos anteriores para obras e projetos de até R$ 750 mil. Esses recursos atenderão as emendas para as chamadas “obras paroquiais”, com grande “capilaridade eleitoral”, pois são executadas diretamente nas cidades.
A campanha eleitoral começa oficialmente dia 6 de julho e vai até o início de outubro. Mesmo com essa liberação, os políticos aliados reclamam que o volume é pouco, em relação ao montante aprovado no Orçamento. Do outro lado, a oposição acusa o governo de favorecer apenas os aliados.
A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, informou ontem que o governo está fazendo “um mutirão” nos ministérios para liberar os recursos já autorizados em anos anteriores. E também para fazer, até sexta-feira, o maior volume de empenhos (promessas para pagamento futuro) das emendas ao Orçamento de 2012 — sexta-feira é também o último dia para os empenhos, que só voltarão a ser feitos em novembro e dezembro.
Ideli fez uma ressalva: lembrou que a liberação até esta sexta-feira vai depender da “operacionalidade dos ministros” e das “condições das prefeituras”, que podem ter problemas de inadimplência ou falhas nos projetos para as obras:
— Não vamos ter 100% de empenho, por vários motivos que fogem ao nosso controle. O que estava ao nosso alcance fizemos.

Beba na fonte: Governo faz mutirão e destina verbas a redutos de parlamentares – O Globo.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *