Imagens até agora inéditas do corpo do guerrilheiro Ruy Carlos Vieira Berbert, desaparecido em janeiro de 1972, aos 24 anos, revelam que, por duas...

Corpo de Ruy Berbert em cadeia de Natividade, no interior de Tocantins - Divulgação

Imagens até agora inéditas do corpo do guerrilheiro Ruy Carlos Vieira Berbert, desaparecido em janeiro de 1972, aos 24 anos, revelam que, por duas décadas, três governos militares e dois civis sabiam de sua morte numa cadeia de Natividade, hoje município do interior do Tocantins, e nunca informaram o fato a seus parentes.

Por meio da Lei de Acesso à Informação, que liberou documentos antes mantidos em sigilo, o Estado localizou seis fotografias de Berbert morto. Uma pasta de imagens do Arquivo Nacional mostra que o Centro de Informações do Exército, principal órgão de repressão à luta armada, identificava o guerrilheiro oficialmente e de forma correta já em janeiro de 1972.

Apesar da insistente procura dos parentes, os responsáveis pelos serviços de informações dos governos dos generais Emílio Médici, Ernesto Geisel e João Figueiredo, e os dos presidentes civis José Sarney e Fernando Collor não informaram a existência das fotos nem confirmaram sua morte.

A família conseguiu a primeira informação oficial só em 1992, ao ter acesso a dados disponíveis a partir daquele ano pelo antigo Dops de São Paulo. Os arquivos citavam a prisão de Berbert e a possibilidade de o guerrilheiro ter se suicidado na cadeia. A suspeita, porém, é que ele tenha sido assassinado pelo regime.

À época, os parentes tiveram de confrontar a informação do Dops com o registro da morte de um certo “João Silvino Lopes” em Natividade, dado divulgado em 1979 por um general da reserva.

Beba na fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,fotos-comprovam-que-morte-de-guerrilheiro-foi-omitida-por-20-anos,897052,0.htm

Comentários

  • Carlo Germani

    07/07/2012 #1 Author

    Pannunzio,

    Não tem nenhuma foto,que mostre o soldado Mario Kosel Filho,em centenas de pedaços,assassinado pelos comunistas-terroristas da VPR e VAL-PALMARES,em 26/6/1968,no Quartel General do II Exército (atualmente Comando Militar do Sudeste),em São Paulo,com 50 Kg de dinamite?

    Mostrar um lado da história,é “alimentar os corvos (esquerdistas-comunistas)que comerão seus olhos.”

    PS-A comunista-terrorista e atualmente dublê de presidente da República,Dilma Rousseff,nada sabia desse criminoso ato?

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *