O gesto do senador-juiz de futebol Eduardo Suplicy (PT-SP), que ontem apontou um cartão vermelho pedindo a renúncia de José Sarney (PMDB-AP) da presidência da...

O gesto do senador-juiz de futebol Eduardo Suplicy (PT-SP), que ontem apontou um cartão vermelho pedindo a renúncia de José Sarney (PMDB-AP) da presidência da Casa, tem sido seguido por diversos parlamentares.

Se a moda pegar, o Senado vai se transformar num verdadeiro campo de futebol.

Somente hoje, os senadores Flexa Ribeiro (PSDB-PA) e Demóstenes Torres (DEM-GO) fizeram referência ao ato considerado por alguns desrespeitoso e por outros uma boa brincadeira.

Mas tem gente andando pelos corredores do Senado com cartolinas coloridas, para “se precaver”. É o caso do senador Papaléo Paes (PSDB-AP), que distribuiu pelos bolsos um cartão amarelo e outro vermelho para qualquer eventualidade.

Se você não sabe como confeccionar seu próprio cartão, este blog ensina. Você vai precisar comprar:

– Cartolina (da cor que preferir);

– Cola bastão ou líquida;

– Tesoura.

Com a cartolina em mãos, faça um desenho retangular com o comprimento que achar adequado (o do senador Suplicy era bem visível da tribuna do Senado e umas três vezes maior que o cartão original de um verdadeiro juiz de futebol e corte com uma tesoura. Como a cartolina não é um papel muito duro, repita a operação. Depois, cole as duas partes e distribua o cartão para quem você desejar expulsar do campo… Foi exatamente assim que Suplicy fez: mandou comprar a cartolina numa papelaria e, com a ajuda duas assessoras, montou o objeto mais cobiçado e comentado nas últimas horas!

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *