Dilma é alvo de protesto no Rio, e segurança abafa manifestantes

A presidente Dilma Rousseff foi alvo, pelo segundo dia consecutivo, de protestos de estudantes e professores de universidades federais, em greve há mais de um mês.

Seguranças da Presidência empurraram manifestantes e rasgaram um cartaz.

No primeiro dia de campanha eleitoral, Dilma acompanhou o prefeito Eduardo Paes (PMDB), candidato à reeleição, em dois eventos.

No primeiro deles, a entrega de 460 unidades do Minha Casa, Minha Vida, na zona norte, cerca de 20 estudantes protestaram durante o discurso da presidente. Pediam a aprovação de projeto que destina 10% do PIB para a educação.

Por duas vezes, Dilma teve que parar. Na segunda, disse ao prefeito: “Meu querido, não vou brigar com eles”.

Nesse momento, Paes -que não falou durante o evento- levantou-se e batendo palmas, puxou o coro “olê, olá, Dilma” para abafar os manifestantes.

Ela foi, depois, inaugurar ala do hospital municipal Miguel Couto, na zona sul. Encontrou cerca de 50 professores federais, contidos sem confusão.

Paes contrariou recomendação do Ministério Público para que não participasse de eventos. Aproveitou brecha na legislação que autorizou, neste ano, a presença de candidatos em inaugurações no primeiro dia de campanha. Ele teve aval do Tribunal Regional Eleitoral.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Dilma é alvo de protesto no Rio, e segurança abafa manifestantes – 07/07/2012.

Comentários

One thought on “Dilma é alvo de protesto no Rio, e segurança abafa manifestantes

  1. Alvissaras, fico muito contentge quando chamam professores e estudantes de manifestantes. Muito melhor que chamar estudantes da USP de esquerditas macaonheiros baderneiros. É uma evolução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *