O deputado federal Maurício Rands (PE) formalizou ontem a renúncia ao seu mandato. A decisão ocorre poucos dias após ele deixar o PT, em...

O deputado federal Maurício Rands (PE) formalizou ontem a renúncia ao seu mandato. A decisão ocorre poucos dias após ele deixar o PT, em represália à interferência da direção nacional do partido na definição do candidato petista em Recife.

A interlocutores ele afirmou que preferiu renunciar ao mandato a enfrentar um processo de cassação por infidelidade partidária. De acordo com a legislação, nessas condições, o mandato pertence ao partido, e não ao político.

A formalização da renúncia foi feita em texto lido no plenário da Câmara dos Deputados. Antes, ao deixar o PT, Rands divulgara uma carta na qual criticava seu antigo partido.

“Concluí que esgotei por inteiro minha motivação e a razão para continuar lutando por uma renovação no PT. Na luta pela renovação do partido, no Recife e em outros lugares, têm prevalecido posições da direção nacional, adotadas autoritária e burocraticamente, distantes da realidade dos militantes na base partidária”, escreveu o deputado, que era filiado ao PT há mais de 20 anos.

O desligamento de Rands ocorre em meio à uma crise petista na capital pernambucana.

A direção nacional do partido interveio na cidade para anular prévia que poderia levar à escolha do atual prefeito, João da Costa, do qual o agora ex-deputado é adversário.

No lugar dele, foi escolhido o senador Humberto Costa.

Rands afirmou que irá apoiar o candidato do PSB à prefeitura, Geraldo Júlio.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Deputado federal renuncia ao mandato depois de deixar PT – 07/07/2012.

Comentários

  • Joao Florentino DaSilva

    08/07/2012 #1 Author

    Ta certo! O mandato pertence ao partido! Perfeito! Muito democratico isso! Se nao me engana a memoria, esse partido e’ o comunista pt, nao e’? E a massa ignorante e cega, e’ claro, vai aplaudir de pe’ e reforcar os votos para o candidato vermelho, que e’ nomeado de acordo com os interesses, nao da sociedade “povo”, mas de acordo com os interesses da sociedade “quadrilha”. Salve-se quem puder e quem sair por ultimo, nao se preocupe em apagar a luz, porque esta ja foi roubada.

    Responder

  • bedot

    07/07/2012 #2 Author

    Esse defensor de mensaleiros, plenamente atuante (a favor dos bandidos) na CPI dos Correios, está apenas sendo oportunista. Viu que o caldo entornou para o PT em seu Estado, que faltam lideranças fortes para o partido, e está se bandeando para o colo do Chico Buarque Jr., de olho na sucesso ao Governo do Estado em 2014, quando Campos não poderá concorrer. Se fosse um sujeito virtuoso, aceitaria a derrota nas prévias do partido e declararia seu imediato apoio à reeleição do vencedor, o atual prefeito João da Costa, dificultando o dedaço da Executiva Nacional. Mas não. Mancomunado com Campos, esperou o açodamento de Lula na imposição do sanguessuga da voz fina, o conhecido Humcerto Bosta, e ganhou o pretexto para esse discursinho de falsa indignação. A postura de Rands é tão bonita quanto seu rosto.

    Responder

    • Lucas

      07/07/2012 #3 Author

      Falou tudo,bedot!

  • Rosaly Correa da Silva

    07/07/2012 #4 Author

    Mais um que demonstra caráter. Vamos desejar-lhe boa sorte em nova filiação.

    Responder

  • Flávio Furtado de Farias

    07/07/2012 #5 Author

    Natural, se a bandeira de Rands não é a bandeira do Partido, então tomou a posição correta. Sai do PT e busca nova bandeira ou a constrói.

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *