Peleguismo organizado: Força Sindical se junta à CUT na defesa dos mensaleiros

A Força Sindical, do deputado Paulinho da Força, vai se juntar à CUT na sua luta em prol dos mensaleiros. Foi o que me disse o próprio Paulinho durante entrevista ao programa Band Eleições.

Segundo ele, “se houver massacre, vai haver problemas”. Perguntei a ele se só valia a absolvição da mensalagem. Ele falou que “massacre” será pressão da imprensa para condenar. Foi o que ficou decidido em reunião de diretoria das duas centrais ocorrida nesta segunda-feira. Ou seja: os donos da pelegada vão fazer pressão contra o Supremo para calar a imprensa. Não entendi qual é a relação entre uma coisa e outra.

Desta forma, o sindicalismo brasileiro, nutrido e mantido por dinheiro da contribuição involuntária dos trabalhadores e irrigado por dinheiro de impostos, vai se transformando numa espécie de guarda pretoriana do crime organizado.

Quem te viu, quem te vê.

Até Joaquinzão, o rei dos pelegos, deve estar revirando na tumba.

Comentários

2 thoughts on “Peleguismo organizado: Força Sindical se junta à CUT na defesa dos mensaleiros

  1. Excelente tirada “guarda pretoriana dos mensaleiros”.

    Realmente é uma força que não importa o que aconteça mantém o caesar de nove dedos bem nutrido em seu palácio imperial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *