FERNANDO MELLO e DIMMI AMORA Investigação da Polícia Federal na Operação Trem Pagador mostra que, mesmo após ser demitido durante a “faxina” promovida pela presidente...

FERNANDO MELLO e DIMMI AMORA

Investigação da Polícia Federal na Operação Trem Pagador mostra que, mesmo após ser demitido durante a “faxina” promovida pela presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente da Valec (estatal de ferrovias) José Francisco das Neves, o Juquinha, continuou atuando no órgão.

Ele, familiares e um sócio foram presos na semana passada pela Polícia Federal sob a suspeita de comprar imóveis para lavar dinheiro supostamente desviado da estatal -seu patrimônio chega a R$ 60 milhões.

Segundo a Polícia Federal, Juquinha atuava na Valec mesmo após ter sido demitido para tentar evitar problemas com os órgãos de controle, como o TCU (Tribunal de Contas da União) e a CGU (Controladoria-Geral da União).

Para os policiais, ele usava funcionários e diretores que permaneceram na estatal para fazer mudanças em documentos. Em 20 de outubro de 2011, há uma conversa entre Juquinha e o ex-diretor de engenharia da Valec, Luiz Carlos Machado de Oliveira, em que, para a PF, Oliveira estava preparando papéis com data retroativa para regularizar aditivos a obras.

“Isso [o diálogo] denota que Luiz quer regularizar as pendencias antes de sair da Valec, para que a atual direção não descubra as irregularidades durante a gestão deles”, diz a PF.

Luiz Carlos, que não foi alvo da Operação Trem Pagador, foi indicado ao cargo pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB). A decisão de retirá-lo da empresa foi tomada em 20 de outubro, quase dois meses após a saída de Juquinha.

Segundo a PF, há também indícios de pagamento de propina a duas funcionárias para que elas fizessem relatórios técnicos isentando o ex-presidente da Valec de culpa por irregularidades.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Demitido, ex-presidente da Valec continuou agindo na estatal, diz PF – 10/07/2012.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *