Blog antecipa o discurso de despedida de Demóstenes

Blog antecipa o discurso de despedida de Demóstenes Torres

Senhoras e senhores, senadores e senadoras,

Transformei minha vida parlamentar numa aposta contra a corrupção. Não é possível extrair dos autos do processo nenhum prova de meu atrelamento com o jogo do bicho.

Eu não sou burro (03). Tentaram me transformar em vaca (25) de piranha, misturar-me aos porcos (18) da contravenção, mas não  conseguiram. 

Esse processo é produto do enpavonamento (19) dos meus inimigos históricos. São pérfidos como cobras (09) e ardilosos como tigres (22). Mas não conseguirão me dar esse abraço de urso (23) porque eu sou esperto como um gato (14). Sei reagir com a sabedoria de uma águia (02) e tenho a paciência e a memória dos elefantes (12).

Espero de vossas excelências que não ajam como cachorros (05) adestrados desse governismo ardiloso que pretende me transformar em cordeiro (07) de Deus.

Não, colegas, não esperem de mim que enfie a cabeça na terra como um avestruz (01). Não sou macaco (17) de circo para animar essa plateia que quer me ver pelas costas. Lutarei como um leão (16) para demonstrar minha inocência. Não duvidem: eu sou um touro (21)!

E, se afinal não conseguir, se for abatido como um coelho (10), não vou balir como uma cabra (06).

Vou dizer altivo desta tribuna:

– Vossas Excelências não passam de um bando de veados (24)!

Comentários

12 thoughts on “Blog antecipa o discurso de despedida de Demóstenes

  1. Biodiversidade parlamentar só existe na criativa mente do blogueiro. Na vida real, ali só medram ratos e cobras.

  2. Pannunzio, o porco foi o bicho que mais saiu. É só ver o papel da Veja neste processo todo. Ou seja, deu PIG.
    A Veja mesmo com a denúncia de Arruda que envolvia Demóstenes e Cachoeira em setembro de 2010, não publicou.
    O jornalista Escosteguy teve que sair da Veja, para ir publicar de forma bem amena na Época, somente em março de 2011.
    Nas palavras do Demóstenes: “Aquilo, se sai em setembro, ia fuder com meio mundo, né?”
    As capas da veja do mês de setembro de 2010 (véspera de eleições) atacou sistematicamente o Governo.

    http://partidodaimprensagolpista.wordpress.com/2012/07/11/bomba-veja-engavetou-entrevista-com-arruda-para-proteger-demostenes/

    • Professor, fala sério. Aquilo ali é mais do mesmo. Não tem nada ali. Só lendo com muita má-fé, como fez o PHA, pra fazer essa afirmação. O primeiro diálogo já havia sido publicado.

    • Não há má-fé em interpretar um negócio como “ele não publicou aquilo lá, né?” como se a revista realmente não tivesse publicado uma entrevista que não agradaria às personagens do telefonema, não Pannunzzio? É tergiversar, isso sim, tentar tirar de cima de Veja essa carga: publicar a serviço de políticos comprovadamente vassalos de um ORGCRIM. Ou estou errado?

    • O Policarpo ajudou, dizem as gravações. Isso é indício. Não é prova definitiva mas é indício. Não tem como ver indício só de um lado e pressupor santidade do outro. Há que se desconfiar igualmente de todos os lados. Ou isso ou viramos feramenta de um deles. Quando tem bansidagem do PT é pra detonar mesmo. Mas fechar os olhos ao que é risco de problema do outro lado tira nossa possibilidade de vôo independente.

  3. Panunzio, falando Demostenes, está saindo a informação de que a Veja teria travado uma entrevista de Arruda que prejudicaria o senador zebrado. Isso pode ter alguma pólvora!

  4. Parabéns pela criatividade, Fábio. Resta esperar que os nobres senadores não desapontem a nação. Um abraço,

  5. Caro Amigo…Aparece dois 7..cordeiro (carneiro) e cabra…
    Faltam a borboleta(4), camelo (8), cavalo (11), galo (13), jacaré (15), perú (20) e touro (21). Se você procurar vai encontrar vários espécimes destes bichinhos no Senado.
    Grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *