Após longa campanha dos produtores brasileiros, o governo dos EUA iniciou o processo de reconhecimento da cachaça brasileira, antes vendida como “rum brasileiro”, informa...

Após longa campanha dos produtores brasileiros, o governo dos EUA iniciou o processo de reconhecimento da cachaça brasileira, antes vendida como “rum brasileiro”, informa o “New York Times”.

“Sempre houve piadas de que o rum deveria se chamar ‘cachaça caribenha’, e não o contrário”, afirmou ao jornal Steve Luttmann, fundador da marca Leblon.

“Acho que haverá um grande ‘boom’ da cachaça”, disse Martin Cate, dono de um bar em São Francisco, lembrando que o Brasil está na moda com a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016.

Entre as dificuldades citadas para a inserção da cachaça na cultura etílica norte-americana está o fato de ela ainda ser associada exclusivamente à caipirinha.

“Ainda é sazonal”, afirmou Luttmann. “Assim como a margarita e o mojito, as vendas aumentam no verão.”

Segundo o jornal, isso vem sendo combatido por bares do país, que vêm inventando novas receitas, e pelos produtores, que estão fazendo chegar por lá cachaças envelhecidas e de melhor qualidade.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Mercado – Americanos reconhecem a cachaça brasileira – 12/07/2012.

Comentários

  • Vivi

    14/07/2012 #1 Author

    Quem diria! Brasil “exportando” cultura! Antes era o contrário. Mas, como sempre, tem gente que reprova.
    Viva Lula! Viva Dilma!

    Responder

  • Mario

    13/07/2012 #2 Author

    Prezado Pannunzio,

    O Brasil deve mesmo ser reconhecido por sua cachaça, assim como é reconhecido por seus corruptos e por sua exportação de putas. Devemos aproveitar que o país está desindustrializando para investir nesse reconhecimento. Aliás, no programa O Maior Brasileiro de Todos os Tempos, apresentado pelo jornalista Carlos Nascimento, acabei de ler a notícia de que os brasileiros deram na votação a 49ª posição ao Gugu Liberato e a 48ª ao Tiririca, o que é uma injustiça, uma vez que o São Marcos, goleiro do Palmeiras, está na 59ª e o Anderson Silva na 90ª. Mas fiquei contente que o Machado de Assis está em 41º lugar, uma posição a frente do cantor Luan Santana.

    Assim sendo, não há dúvida de que o reconhecimento da cachaça é uma grande vitória para que os brasileiros recebam as honrarias que lhes são devidas.

    Fonte:

    http://www.sbt.com.br/omaiorbrasileiro/candidatos/

    Mario.

    Responder

  • Carlo Germani

    12/07/2012 #3 Author

    Pannunzio,

    40 milhões de norte-americanos dependem de ajuda humanitária básica (sopão & cia).

    80 milhões em idade adulta estão sem oportunidade de trabalho.

    Impressionante a investida brasileira,com a cachaça.

    O Brasil (vide governo do crime organizado do PT)não se enxerga.Pensa que está imune da megacrise monetária-financeira mundial (advinda da Europa e dos EUA,
    com o fantoche Obama e o socialismo em execução).

    O Brasil,será atingido com um tsunami devastador,porque não tem fundamentos sólidos em área alguma.

    Responder

  • justo

    12/07/2012 #4 Author

    Pois é… cachaça… O Lula, dizem, adora, ou adorava já que esta sob tratamento.
    Mas eu fico aqui pensando o que a Dilma bebe?

    http://g1.globo.com/politica/noticia/2012/07/para-dilma-pais-deve-ser-medido-pelo-que-faz-por-criancas-e-nao-por-pib.html

    Este é um país de cachaceiros e hipócritas?

    Responder

  • MarceloF

    12/07/2012 #5 Author

    Excelente!
    Vou tomar umas para comemorar o título do Porco!!
    E dá-lhe Porco!
    Sds.,
    de MarceloF.

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *