O senador Flávio Arns (PT-PR) acaba de ler em plenário a nota que entregou hoje ao Diretório Municipal do PT no Paraná. No documento,...

O senador Flávio Arns (PT-PR) acaba de ler em plenário a nota que entregou hoje ao Diretório Municipal do PT no Paraná.

No documento, ele comunica o “desligamento das fileiras do Partido dos Trabalhadores, pedindo que seja este formalizado internamente”.

Amanhã é a vez de o pedido ser apresentado à Executiva Nacional da Legenda e ao Tribunal Regional Eleitoral. 

A decisão de Arns já vinha sendo sinalizada. A gota dágua para o parlamentar aconteceu na semana passada, quando a executiva nacional da legenda determinou que o partido votasse pelo arquivamento no Conselho de Ética das 11 reclamações contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Mas os argumentos para a saída foram diversos e envolvem a discriminação de alguns membros do partido e do presidente Lula para com Arns, além do “dever de lealdade para com as entidades sociais” e o compromisso do petista “com o povo paranaense, que outorgou o mandato de Senador da República”.

Na nota, Arns conclui. “Enalteço o trabalho da militância responsável pela construção desse Partido, cujo respeito aos princípios que o fundamentaram poderia ter estabalecido uma nova maneira de se fazer política no País”.

Segundo a assessoria de Flávio Arns, o parlamentar tem sido sondado por diversas legendas para uma possível filiação partidária. No entanto, nenhuma decisão foi tomada até o momento.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *