Cassado no Senado, Demóstenes Torres reassumiu ontem o cargo de procurador criminal no Ministério Público de Goiás, do qual estava licenciado desde 1999, início...

Cassado no Senado, Demóstenes Torres reassumiu ontem o cargo de procurador criminal no Ministério Público de Goiás, do qual estava licenciado desde 1999, início de sua carreira política.

O nome do agora ex-senador foi colocado na porta da 27ª Procuradoria de Justiça em Goiás.

Demóstenes dará expediente em uma sala no 3º andar do edifício-sede do Ministério Público e terá à sua disposição dois assessores diretos. Ontem, ele pediu um prazo de cinco dias úteis de folga para organizar sua volta.

Mas o reinício de sua carreira na Promotoria, que lhe pagará R$ 22 mil brutos mensais, já é contestada.

A Corregedoria do Ministério Público do Estado informou que abrirá um procedimento disciplinar para apurar “eventual falta funcional” por conta de seu relacionamento com o empresário Carlinhos Cachoeira -mesmo motivo que o levou à cassação anteontem.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Demóstenes reassume cargo em Goiás – 13/07/2012.

Comentários

  • Rosaly Correa da Silva

    13/07/2012 #1 Author

    Na verdade, o ex-senador deveria ser impedido de exercer qualquer cargo público, pois não tem mais condições morais para tal, principalmente, para julgar alguém ou alguma coisa.

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *