Propina a Havelange e Ricardo Teixeira provoca pressão pela reunúncia de Blatter

JAMIL CHADE

O que era para ser uma manobra de Joseph Blatter para mostrar transparência acabou por se transformar em um pesadelo para o cartola suíço. Blatter está sendo pressionado a renunciar a seu cargo de presidente da Fifa, enquanto parlamentares europeus insistem que ele tem de dar explicações sobre seu envolvimento no escândalo de pagamento de propinas que envolve os brasileiros João Havelange e Ricardo Teixeira.

Nesta semana, o tribunal de Zug publicou 41 páginas de um documento que revela o caminho da propina e de subornos na Fifa e a transferência de milhões de dólares para as contas de Havelange e Teixeira. Os documentos revelam que Blatter, na época secretário-geral da Fifa e braço direito do então presidente Havelange, sabia de tudo e até o protegeu com advogados.

Blatter, após a publicação do relatório, admitiu que sabia dos pagamentos. Mas alegou que, na época, os procedimentos eram legais e que não se pode julgar o passado com padrões atuais. O tribunal tem visão diferente. Para os juízes, a Fifa foi omissa e tem parte da responsabilidade. Pior, a organização fez tudo o que esteve em seu alcance para frear a publicação do documento.

Políticos e ONGs insistiram ontem que as evidências deixam Blatter em uma situação insustentável e que chegou o momento de ele abandonar a Fifa. Damian Collins, parlamentar britânico, acusa o suíço de ter escondido como pôde o escândalo.

Condenação. No Conselho da Europa, parlamentares também condenaram a atitude da Fifa de tentar esconder o caso por anos. “Se a administração da Fifa – incluindo seu atual presidente – sabia das propinas, deveria ter feito tudo em seu poder para processá-los, e não protegê-los”, afirmou o deputado francês Francois Rochebloine.

Para o parlamentar, chegou o momento de Blatter esclarecer seu papel no escândalo e dar explicações. “Quando é exatamente que passou a saber dos pagamentos? Por que a Fifa escondeu as ilegalidades e não agiu contra as pessoas envolvidas? Acima de tudo, o que está fazendo para impedir que isso volte a ocorrer?”

Sylvia Schenk, representante da entidade Transparência Internacional, considera que a posição de Blatter é insustentável. “Se o presidente da Fifa por anos não agiu e sabia dos pagamentos, e ainda tentou esconder pelo máximo tempo possível, então é difícil confiar nele como a pessoa que irá reformar a Fifa no futuro”, disse.

Blatter já deixou claro que não pretende reabrir o caso. Seu comitê de ética apenas tentaria impedir que o mesmo fenômeno “ocorra no futuro”. Mark Pieth, criminologista contratado pela Fifa, é de outra opinião e já indicou que poderá, sim, abrir casos sobre o passado da Fifa.

Beba na fonte: Europeus querem renúncia de Blatter – esportes – versaoimpressa – Estadão.

Comentários

2 thoughts on “Propina a Havelange e Ricardo Teixeira provoca pressão pela reunúncia de Blatter

  1. Caro Pannunzio

    Seria otimo se a partir desse escandalo, alguem de bom senso na FIFA cancelasse a realizacao da Copa de 2014 no Brasil e assim se daria um basta nesse festival de incompetencia e corrupcao que estah sendo posto em pratica nas cidades brasileiras que serao sede dos jogos.

    Os corruptos e os incompetentes adminstradores brasileiros bem que mereceriam essa licao!

    Abraco, Pannunzio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *