Um agente da Polícia Federal que atuou na Operação Monte Carlo foi assassinado na segunda-feira com dois tiros na cabeça. Foi na Monte Carlo...

Um agente da Polícia Federal que atuou na Operação Monte Carlo foi assassinado na segunda-feira com dois tiros na cabeça.

Foi na Monte Carlo que o empresário Carlinhos Cachoeira, foi preso, em fevereiro.

Segundo a versão oficial da PF, Wilton Tapajós Macedo visitava o túmulo dos pais no cemitério Campo da Esperança, em Brasília.

Como ele estava no local em horário de trabalho, colegas levantaram a suspeita de que ele estava em missão.

Foram instaurados dois inquéritos para investigar o caso, um da Polícia Civil do Distrito Federal e outro da PF.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que qualquer avaliação sobre o crime é, agora, precipitada.

Há várias linhas de investigação. Uma delas é a de que ele tenha sido vítima de latrocínio, uma vez que o automóvel com que chegou ao local onde foi morto, um Gol branco, foi levado.

Horas após a morte, o serviço de inteligência da PM informou que um Gol branco suspeito foi visto na divisa do Distrito Federal com Goiás.

Tapajós, 56, trabalhava na PF havia 24 anos. Atualmente estava lotado no Núcleo de Inteligência Policial da Superintendência da PF no Distrito Federal, a unidade que comandou a Monte Carlo.

O agente atuou em diversas investigações de risco. Já havia trabalhado no núcleo de combate ao narcotráfico e investigado casos de pedofilia. Antes, ele trabalhou na segurança de pessoas que estão no programa de proteção à testemunha.

Um coveiro do cemitério presenciou o assassinato. Foi ele quem comunicou a direção do local, que chamou a Polícia Militar.

O agente tinha mulher e três filhos, que chegaram ao local no fim do dia. Em 2010, Tapajós concorreu ao cargo de deputado distrital pelo PTB. Teve 188 votos.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Agente da PF que atuou na Monte Carlo é assassinado – 18/07/2012.

Comentários

  • Idiossincrasias Policiais

    19/07/2012 #1 Author

    Aos queridos hipócritas morais e aos estimados chacinadores da demoniocracia;
    Respeitosamente, relembro Drummond, ” E agora José” Geraldo?????
    O descontrole da milícia paulista está muito mais além das mortes praticadas por todo o Estado, motivadas pelas supostas higienes sociais…
    Agora estão matando e entrujando em classe média e classe média alta!
    CUidado com o seu, o meu e os nossos… entes ardentes!
    Apropósito, a tacanhez aguda pode sacramentar como vítima parentes da hipocrisia social!

    Chega de Regime de Exceção!

    Chega de matança Institucionalizada! Estatizada!

    Frutos da prisão de rabo do Pinóquio, cara de pau! Sorridente e Hipócrita!

    Nos alfarrábios, Pinóquio só tem rabo quando, em seus maravilhados devaneios, deixando-se tranformar em burro!

    Permanecendo refém e inerte nas mãos de bandidos!

    O morticínio de Osasco foi idealizado e perpetrado pela Milícia Paulista, “Caixa Dois”, e as vítimas foram pulverizadas para não virar chacina!
    Agora pergunto, por quê os desfechos dos casos estão fechados em copas e ninguém foi preso ainda, e mais, nas bocas dos “majuras”, corre o verbo que agora o Pinto cai!
    Esse deve ser o motivo de não ter ocorrido nenhuma prisão, manter o Pinto ereto a qualquer custo!

    Apropósito, ontem mataram um publicitário abastado, classe média alta, em Pinheiros, e a resistência seguida de morte foi justificada por causa do aparelho celular e de uma porção de erva daninha plantada no interior do veículo, segundo depreende-se do BObó!

    E em Santos, que mataram classe média!

    Agora não está só morrendo coitadinho descapitalizado e vitimado à margem da sociedade!

    “Aquele que não combate o mal, ordena que seja feito!”

    Responder

  • Marcjaguar

    18/07/2012 #2 Author

    Caro Pannunzio

    Acho que as investigacoes sobre o assassinato do agente da PF devem ser levadas a cabo com bstante isencao e rigor tecnico.
    Nao ha razoies para comecarmios a levantar hipotese de crime com vinculacao politica devido ao fato do referido agente ter trabalhado nas investigacoes da Operacao Monte Carlo.
    Com toda certeza, essa operacao foi executada por toda uma equipe de profissionais da PF, onde esse agente foi mais um dos integrantes da mesma.
    Teorias conspiratorias no atual momento soh virao a contribuir para dificultar as investigacoes.
    Se houve algum tipo de “queima de arquivo” em relacao ao fato, isso deve ser resultado da conclusao do inquerito que jah estah aberto.
    Antecipar resultados nao eh a coisa mais prudente a se fazer nesse caso.

    Abraco, Pannunzio! 😀

    Responder

  • Carlo Germani

    18/07/2012 #3 Author

    Caro Pannunzio,

    Alguém com um mínimo de inteligência, nega que após a
    tomada do poder pelo PT (Lula/Dilma/José Dirceu et caterva), o país está sob o regime do crime organizado a partir do Estado.

    O Brasil,com esses psicopatas comunistas no poder e suas metas ditatoriais e totalitárias (vide Foro de São Paulo), se não foram apeados,a inviabilidade do Brasil será irreversível.

    PS-Após a fraude da “redemocratização”,todas as Eras (Sarney,Collor,FHC,Lula e agora Dilma),estão em conluio para
    a consolidação da revolução Gramsciana (tomada do poder por dentro do Estado e da sociedade).

    Não há projeto algum de nação,e sim,um projeto de golpe de Estado (Dilma?) para implantar uma mega Cuba do século 21,no Brasil e em toda a América Latina (Foro de S.Paulo).

    Tempos trágicos estão se aproximando do Brasil.Quem viver,
    verá!

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *