GIBA BERGAMIM JR. E ANDRÉ CARAMANTE O empresário Ricardo Prudente de Aquino, 39, foi morto por policiais militares com dois tiros na cabeça anteontem...

GIBA BERGAMIM JR. E ANDRÉ CARAMANTE

O empresário Ricardo Prudente de Aquino, 39, foi morto por policiais militares com dois tiros na cabeça anteontem à noite, quando, segundo a PM, fugia de um cerco no Alto de Pinheiros, área nobre da zona oeste paulistana.Ao menos sete tiros foram disparados pelos policiais -todos de curta distância, conforme análise preliminar da perícia. Os PMs disseram ter confundido o telefone celular de Aquino com uma arma.O empresário voltava em seu Ford Fiesta da casa de um amigo, em Alphaville Barueri, na Grande SP, quando, afirma a polícia, ignorou ordem de parar feita por PMs próximo à rua Natingui, na Vila Madalena zona oeste.Carros e motos da PM se envolveram na perseguição, que durou cerca de dez minutos e terminou na avenida das Corujas, em trecho com pouca iluminação e muitas árvores. Segundo a polícia, o carro de Aquino chegou a ser perdido de vista até ser interceptado pela Força Tática.Dois soldados e um cabo foram presos em flagrante e indiciados sob suspeita de homicídio doloso com intenção.No Fiesta, havia quatro estojos deflagrados de pistola.40 -o que reforça que os disparos foram de muito perto. Também foram achados no carro o celular da vítima -no assoalho- e 50g de maconha. De acordo com a polícia, ninguém testemunhou o crime.REPERCUSSÃOO caso gerou grande repercussão, o que fez um tenente da PM ir à casa do empresário, na Vila Madalena -ele pediu “perdão” aos familiares e disse “estar envergonhado”. O tenente é do mesmo batalhão dos PMs envolvidos.Mais tarde, o comandante-geral interino da PM paulista, coronel Hudson Camilli, pediu desculpas publicamente à família de Aquino e à sociedade, embora tenha dito que, “tecnicamente”, a operação dos PMs “foi correta”.O episódio também levou o governador Geraldo Alckmin PSDB a emitir nota lamentando a morte e a convocar o secretário da Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, para reunião. O secretário não falou sobre o caso.O advogado dos policiais, Fernando Capano, disse que o clima de tensão vivido pelos PMs nos últimos meses, quando oito deles morreram em crimes com características de encomendado, pode ter influenciado o comportamento deles na abordagem.Para ele, embora o desfecho tenha sido “trágico e triste”, os PMs agiram “no estrito cumprimento do dever”.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Cotidiano – PM erra, mata empresário e pede desculpas – 20/07/2012.

Comentários

  • jcv

    20/07/2012 #1 Author

    http://noticias.r7.com/sao-paulo/noticias/corpo-de-publicitario-morto-pela-pm-foi-enterrado-nesta-sexta-feira-20120720.html

    vejam o video !
    policial que matou ,o publicitario .
    mostra o dedo do meio para as cameras!
    assistam o video todo na integra

    Responder

    • Luís Fernando de Oliveira

      21/07/2012 #2 Author

      JCV, tenha dó, que mentira!!! assisti a reportagem e o vídeo, não mostram nada disso… pra que vir aqui fazer palhaçada com coisa séria?? dessa ocorrência um pai de família morreu e outros pais de família foram direto pra cadeia!!! vc gostaria de estar numa posição como essa e depois vir alguém fazer palhaçada?? Se vc não tem argumentos, leia e reflita, não perturbe!!!

  • Vivi

    20/07/2012 #3 Author

    São Paulo, o estado mais rico do país, onde se pagam o ICMS e o IPVA mais caros, não tem dinheiro para pagar decentemente seus policiais? Para prepará-los e dar-lhes melhores condições de trabalho? Para onde vai todo esse dinheiro? Para a “caixinha, obrigado” dos “preparados”?
    Agora querem cobrar ICMS até das revendedoras da Avon, Natura, etc (provavelmente deixarão para depois das eleições, para não prejudicar o Serra)!

    Responder

  • MarceloF

    20/07/2012 #4 Author

    Até agora ninguém levou em conta o fato de ter havido desobediência e fuga, com perseguição, antes dos disparos. Houve erros na conclusão das abordagens, de fato, lamentáveis. Mas não se pode ignorar a fuga dos “suspeitos”. Já fui abordado por policiais várias vezes. Sempre parei, apresentei os documentos solicitados, fui tratado com educação. Não levei nenhum tiro. Oriento meu filho a sempre parar quando assim solicitado pela autoridade policial. Nesses dois casos, não houvessem as fugas, certamente o desfecho seria outro.
    Lamento pelas mortes e pelo sofrimento das famílias. Mas é preciso adotar outra conduta em relação ao tabalho policial.
    Sds.,
    de MarceloF.

    Responder

    • Vivi

      20/07/2012 #5 Author

      Como foi dito por alguém no outro post, para parar alguém, atira-se no pneu, ou qualquer outro lugar do carro ou do corpo, mas não na cabeça!
      Infelizmente, o rapaz morreu, e teremos que ficar apenas com a versão dos policiais.

    • Luís Fernando de Oliveira

      21/07/2012 #6 Author

      Marcelo F. Realmente, os policiais só podem utilizar suas armas de fogo em situação de legítima defesa, própria ou de outros. Mas é correta a orientação que vc transmite ao seu filho. Se todos fizessem o mesmo seria ótimo! Obrigado pelos argumentos lúcidos e equilibrados! Luís Fernando

  • Rosaly Correa da Silva

    20/07/2012 #7 Author

    De quem é a culpa? Quem deve ser responsabilizado? O Governador é claro. Não é dinheiro que vai resolver o problema de uma polícia de baixa qualidade, tudo mundo vê. Como também não é dinheiro que vai resolver a vida dos familiares dos mortos pela polícia. Isso não paga nenhuma vida. Mas o Governador falou em indenizar a família do empresário, agora os pobres, humildes que devem ter votado nele para Governador merecem ser tratados com tanta desigualdade. Pois eu espero que com os seus familiares aconteça a mesma coisa.

    Responder

  • Rosaly Correa da Silva

    20/07/2012 #8 Author

    Culpa de quem? Quem tem que ser responsabilizado? O Governador é claro. É inadmissível o que tem acontecido. Como contribuinte eu me recuso a pagar bons salários por uma policia de baixa qualidade como essa e que todo mundo sabe que é. E não é dinheiro que vai resolver a questão, nem mesmo a indenização que o Governador quer pagar à família do empresário. Quer pagar indenização à família do empresário? E os pobres, humildes que a polícia matou são lixo? Merecem do governante esse tratamento com tanta desigualdade? Evidentemente, os familiares do governante devem andar de carros blindados e seguranças que nós pagamos, pois eu espero que o mesmo aconteça com eles.

    Responder

    • Luís Fernando de Oliveira

      20/07/2012 #9 Author

      A questão não é dinheiro??? Ok, então vc trabalha de graça, né? Ou acredita em papai noel e na filosofia Pollyanna e gosta de se enganar?! Por que não se muda pra Bahia, ouvi dizer que lá tá ótimo!!!

  • Luís Fernando de Oliveira

    20/07/2012 #10 Author

    Incrível como alguns “jornalistas” ficam contentes quando acontece uma “M” dessas. Daí saem criticando a polícia e os policiais, mas não tocam no ponto central do problema: SALÁRIO!!! Esperam um policial de primeiro mundo, mas querem pagar uma miséria!!! Para sobreviver os policiais são obrigados a se matarem nos “Bicos”: os PMs saem de 12h de serviço e vão pra 12h de “bico”, se matando de trabalhar pra dar um mínimo de condições pra família. Trabalham super estressados, taxa de suicídio lá nas alturas. Antes, “bico” era proibido, mas todo mundo fazia e todo mundo sabia! As escalas de serviço, normalmente 12X36, são feitas justamente pra facilitar o “bico”. Os Comandantes, no maior sinismo, puniam qdo chegava algum documento a respeito, mas eram chefes ou donos de “bico”, como p.ex.: o atual Comandante Geral, que na época tinha uma empresa de segurança particular, ou seja, lucrava com a insegurança da população. Qdo o comerciante queria alguém pra ficar plantado o dia todo na porta do seu estabelecimento, contratava um PM; se quisesse só uma “espantada” na malandragem e uma “facilitada” na delegacia, contratava polícia civil, esses faziam bico de serviço mesmo, só passavam de VTR pra recolher o QSJ. Agora inventaram esse negócio de “Operação Delegada”, uma medida perversa e maquiavélica: é a institucionalização do “bico”, ou seja, congela o salário, dobra a carga de trabalho e não precisa pagar nada para os inativos, resolve o problema do Estado e dos Municípios, mas não resolve o problema da Segurança Pública. Quem tá em baixo se contenta e cala a boca e quem tá em cima fica de olho num cabide de emprego, a moda agora é ser subprefeito do Kassab, ou faz média e se lança candidato a algum cargo eletivo, talvez vereador. Assim, os cidadãos honestos vão tendo uma polícia corrupta outra truculenta ou uma mescla disso, vão continuar prisioneiros em suas próprias casas, com medo, e, quem pode, andando de carro blindado; policiais vão continuar trabalhando sem condições, estressados e sendo massacrados qdo errar; bandidagem vai continuar fazendo a festa à vontade e os políticos vão continuar pedindo desculpas, enquanto na verdade estão rindo!!

    Responder

  • Luís Fernando de Oliveira

    20/07/2012 #11 Author

    Realmente, duas ocorrências lamentáveis: primeiro de madrugada, em Santos, uma abordagem da PM resultou na morte de um jovem de 19 anos e em outros dois feridos: um rapaz de 20 anos e uma adolescente de 15 anos. Depois no Alto de Pinheiros, na zona oeste da capital, um publicitário foi morto a tiros após perseguição e abordagem da PM. Não vou comentar as ocorrências por que não conheço os detalhes, mas em ambas os PM envolvidos foram presos. Comandantes dizem que lamentam, pedem desculpas e que será apurado. Governador diz que a perda de uma vida humana é irreparável, que vai determinar apuração e punir com rigor os responsáveis. Ora, isso é muito cômodo! É pura demagogia! Como se não tivessem parcela de culpa pelo que ocorreu e vai continuar ocorrendo enquanto estiverem tapando o sol com a peneira! Cidadão, entenda uma coisa muito simples: quando você quer um bom profissional trabalhando em sua empresa, você oferece salário maior e melhores condições de trabalho! É simples assim! Querem ser atendidos por um profissional preparado e educado? Querem o policial seja honesto mesmo se deparando com cifras elevadas, enquanto sua família passa necessidades? Querem que o policial enfrente o perigo para defender seu patrimônio e sua vida? E que aja com coragem, discernimento e ponderação numa fração de segundos? Mas só estão dispostos a pagar R$ 2200,00 enquanto o boy do Senado ganha mais cinco vezes mais? ESQUEÇAM!!!

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *