Segurança, eleições e ideologia

O Blog do Pannunzio tem veiculado uma série de matérias sobre a violência policial em São Paulo. A preocupação  com o tema começou em 18 de fevereiro do ano passado, quando uma equipe da Corregedoria da Polícia Civil despiu à força uma escrivã acusada de concussão. O blog veiculou as imagens da desastrada e arbitrária prisão em flagrante e cobrou das autoridades providências para punir os delegados que protagonizaram o escândalo.

Desde então, o atual secretário de Segurança Antônio Ferriera Pinto vem deixando claro seu apoio a atitudes como aquela, que extrapolam o limite legal de atuação de policiais sob comando de sua pasta. Ele chegou a cumprimentar os policiais que prenderam a escrivã e relutou em demitir a corregedora Maria Inês Trefiglio, que dias depois do episódio vir a público foi defenestrada do cargo de confiança que ocupava pelo governador Geraldo Alckmin.

No dia 29 de maio passado, um episódio trágico revelou que as arbitrariedades continuavam sendo cometidas com o propósito de promover uma “faxina” a partir da eliminação física de pessoas com ou sem passado criminal. O caso ficou conhecido como a chacina do Bar Barracuda, em que uma equipe da ROTA, após a matança de cinco supostos traficantes, sequestrou, torturou e assassinou covardemente, em local ermo e distante da ocorrência, um homem sobre quem pesava a suspeita de ter assassinado um policial.

Esse episódio desatou uma reação do crime organizado desde sempre negada pela Secretaria de Segurança Pública. A partir de então, nove policiais militares foram executados brutal e covardemente pelos criminosos, em ações pontuais caracterizadas por assassinatos seletivos adredemente planejados. Todos eles estavam descaracterizados e foram pegos em horário de folga.

Na sequência dos acontecimentos, chacinas e “caravanas da morte” viraram lugar-comum na crônica policial, fazendo com que os índices de criminalidade disparassem em São Paulo. O resultado do enfrentamento só fez produzir mais e mais crimes, fazendo com que a sociedade se sinta cada vez mais enclausurada em bunkers domésticos  para fugir à sanha da violência.

Com a agudização da crise, os posts sobre o assunto se tornaram mais frequentes e as cobranças, mais rigorosas. Isso fez com que a maior parte dos leitores manifestasse, na área de comentários, opiniões divergentes da do editor deste blog. A despeito disso, as opiniões e as críticas continuam sendo veiculadas, até agora praticamente sem a necessidade de tornar a moderação mais rigorosa. Até o momento, apenas dois comentários injuriosos foram vetados.

Ocorre que muitos leitores, inclusive alguns que acompanham o blog há muito tempo, têm suspeitado de que o foco nos problemas da segurança paulista tem razões ocultas, de natureza eleitoral ou ideológica, o que absolutamente não é verdade. Desde seu nascimento, o Blog do Pannunzio adota uma postura crítica em relação aos abusos de qualquer natureza — morais, éticos, legais, de autoridade. O alvo do blog não é um governador, um governo, um partido. O alvo é o arbítrio, venha ele de onde vier.

A vida humana é o maior bem jurídico sob tutela do Estado. Nos dias de hoje, em São Paulo, há uma clara inversão de valores. Em nome da eliminação do crime organizado, muitos são os que acham que a polícia pode se arvorar o direito de aplicar sumariamente a pena de morte em que lhe convém. Foi o caso inequívoco do publicitário Ricardo Prudente,  morto porque furou um blitz policial. Foi o caso também do adolescente Bruno Vianna, morto em Santos pelo mesmo motivo. No incidente, três outros jovens saíram feridos a bala.

Não há coincidência entre as postagens e o cronograma eleitoral. Há, sim, coincidência com o recrudescimento da violência, pelo qual as autoridades constituídas têm o dever de responder. Deixar para abordar o morticínio somente após as eleições, pleito reiterado pelos eleitores tucanos, equipara-se ao casuísmo defendido pelos mensaleiros que só admitem ver o maior escândalo político da história do País ser julgado depois que o  voto tiver sido depositado na urna.

Apesar de considerar a política de segurança pública do atual governo uma lástima, o blog reconhece que o governador Geraldo Alckmin tem méritos em outras áreas. E, quando for o caso, sinto-me à vontade para elogiar o que merecer elogios e continuar criticando o que entendo ser incompatível com o respeito humano e a democracia.

O blog não está sozinho nessas críticas. Há uma parte da sociedade que, mesmo acuada, consegue ainda discernir que menos truculência e mais inteligência sem dúvida levariam a um resultado melhor na gestão do confronto entre a violência legítima e o crime organizado. Observe-se a posição do Ministério Público Federal. O posicionamento de ontem, em sintonia com diversas entidades que defendem os direitos humanos, é a melhor prova de que o embate ultrapassou todos os limites do suportável — e que tem surtido apenas efeitos deletérios, sem que se possa vislumbrar nada a não ser mais sangue no horizonte da guerra entre PM e bandidos.

Comentários

41 thoughts on “Segurança, eleições e ideologia

  1. Caro Pannunzio, corretíssima sua análise, apesar de contrariar muitas pessoas. Vincular a violencia com as eleições é desviar o foco de um grave problema. E lembrando aos internautas, a região do Vale do Paraíba, é a região mais violenta do Estado, segundo a Secretaria de Segurança, e cujas cidades são governadas por partidos diferentes, como por exemplo São José dos Campos (PSDB) e Jacareí (PT).
    Tambem é bom lembrar que o Forum de São José dos Campos, foi alvo de uma ação violenta no ano passado, e que foram roubadas 200 armas deste local, desnecessário dizer que em 2011 não houve eleições.

  2. TEM MUITA GENTE QUE POSTA NESTE BLOG ACREDITANDO EM CONTOS DE FADAS. DADOS, ESTATÍSTICAS, NÚMEROS SÓ CONHECE QUEM ESTÁ NO FRONT. TEM UMA EMISSORA DE TV QUE, NOS DIAS EM QUE ESTAVAM QUEIMANDO ÔNIBUS E MATANDO POLICIAIS A MESMA VEICULAVA OUTRAS MATÉRIAS OU QUANDO PASSAVA DAVA POUCA IMPORTÂNCIA PRO ASSUNTO. O POVO PODE SER ALIENADO, MAS EXISTEM MUITAS PESSOAS QUE PERCEBEM A REAL SITUAÇÃO DOS FATOS. EU ATÉ ACREDITO QUE O QUE ESTÁ OCORRENDO AGORA EM SÃO PAULO É A SOMA DE MUITOS FATORES QUE NINGUÉM DÁ VALOR, SABEM QUE EXISTEM, MAS NÃO DÃO VALOR. OUTRA FIGURA QUE ESTÁ REAPARECENDO É A DO FAMOSO “PÉ DE PATO “, HAJA VISTA, OS DOIS FATOS OCORRIDOS EM SÃO PAULO. O PCC SUMIU DA IMPRENSA, SENDO AGORA CHAMADO DE “A FACÇÃO QUE AGE NOS PRESÍDIOS”. POR QUE A IMPRENSA NÃO PODE FALAR O NOME PCC? SERÁ QUE HOUVE UM PEDIDO FORMAL DE ALGUÉM? NINGUÉM CITA MAIS O NOME, PORTANTO ELE DEIXA DE EXISTIR. INTERESSANTE NÉ? EXISTE UMA FRASE QUE AFIRMA O SEGUINTE “O PRINCIPAL TRUNFO DO INIMIGO É FAZER ACREDITAR QUE ELE NÃO EXISTE”.

  3. Caros colegas comentaristas, SideShow Bob, Luis Fernando de Oliviera, Big Head, Mario e varios outros que conseguem separar o oio do trigo neste debate e se esforcam por fazer ver ao Pannunzio, que infelizmente suas boas intencoes servem de eco ao proselitismo daqueles que estao pouco se lixando com as vidas dos paulistas (policiais e cidadaos comuns), pois apenas vislumbram colocar as patas nos cofres do estado e da cidade mais rica do pais.
    Como um paulista que por forca da carreira militar passou a mior parte da vida fora do estado e hoje se encontra lecionando em uma instituicao de ensino nos EUA, aplaudo a vossa clareza de ideias e a vossa independencia de opiniao!
    Nao nos esquecamos que essa corja que hoje se aproveita das boas intencoes de profissionais da categoria de um Fabio Pannunzio, tem como um dos seus motes aquele que diz que: “os fins justificam os meios”.
    Para isso mobilizam falanges em todas as instancias reais e virtuais para poderem exercer patrulhamento ideologico contra aqueles que consideram opositores e mesmo para paluadir aqueles que eventualmente lhes possam servir de aliados de ocasiao.
    Desprezam os numeros da estatisitica da violencia e alardeiam que SP estah em peh de guerra e com sua politica de seguranca fora de controle, quando os estados da federacao que administram se encontram em situacao muito pior. Querem brigar quem lhes opoe as ideias, mas esquecem de comparar dados, de fazer analises simples e de usar a logica mais elementar.
    Pannunzio, voce tem todo o direito de contestar e nos que somos intelectualmente honestos lhe fazemos coro ao exigir das autoridades paulistas a punicao exemplar dos maus policiais em todas as esferas, ao exigir que as policias civil e militar invistam cada vez mais na preparacao de seus quadros de modo a evitar episodios tragicos como os que vem acontecendo, e, sobretudo, que o governo paulista pague um salario digno aos seus policiais, salario esse que esteja a altura do risco de vida a que sao expostos diariamente.

    Parabens a voces e um forte abraco! 🙂

    • Marcjaguar conhece a REALIDADE ATUAL de São Paulo através de jornais e revistas, e acha que isso é mais do que quem MORA aqui !!!
      Tenha a santa paciência!!

  4. O que salta aos olhos é a gritante diferença de tratamento entre o que acontece em São Paulo e o que acontece no Rio de Janeiro. Praticamente a mesma coisa, sendo que lá a taxa de homicídios é o dobro. Pelo noticiário, parece que São Paulo está em guerra civil generalizada enquanto o Rio de Janeiro vive na paz com um ou outro episódio isolado de violência. Essa brutal diferença de tratamento que é feita pela imprensa e por instituições como o Ministério Público e a Defensoria está dando muito na vista. Uma das explicações para essa discriminação é o aparelhamento, a partidarização da mídia e das instituições do Estado.

  5. … Uma grande parcela da população de São Paulo também sabe que toda essa DIFAMAÇÃO promovida pelo Fábio Pannunzio contra a polícia de São Paulo é por conta de suas desavenças pessoais com o secretário de Segurança Pública. Sabe também que toda aquela movimentação feita pelo MPF é motivada por militância política.

  6. CUMPRE AINDA ESCLARECER QUE TANTO O PANNUNZIO QUANTO DIVERSOS PROMOTORES QUE ESTÃO ENGAJADOS NA DEFESA DA LEGALIDADE, NA DEFESA DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO E NA DEFESA DA VIDA E DOS DIREITOS HUMANOS, SÃO PSDBISTAS ROXOS, MAS NÃO TOLERAM A HIPOCRISIA CRIMINOSA INSTITUCIONALIZADA!
    DOA A QUEM DOER!

  7. DIVERSOS OFICIAIS QUERIAM FURAR A FILA/ORDEM DE INSCRIÇÃO PARA FALAREM NO PÚLPITO…
    O PRESIDENTE DA AIPA FOI DEFENDER A PM E SE ESQUECEU DE TANTOS POLICIAIS CIVIS E MILITARES QUE ESTÃO MORRENDO NAS MÃSO DE MAUS AGENTES PÚBLICOS, DEBANDADOS PARA A VERTENTE CRIMINOSA!
    ALGUNS POLÍTICOS UTILIZARAM SUAS SUSTENTAÇÕES ORAIS PARA VOCIFERAR E OFENDER OS PRESENTES, VERGONHOSAMENTE!
    PARABÉNS A POLICIAL CIVIL DE TERNINHO PRETO QUE ESTAVA SENTADA NO MEIO DA FILEIRA DIREITA, QUE METIA A BOCA E BRADAVA POR LEGALIDADE, PEDINDO JUSTIÇA PARA OS POLICIAIS CIVIS QUE ESTÃO SENDO VITIMADOS POR CUMPRIREM SEUS PAPÉIS E DEFENDEREM A SOCIEDADE, SENDO MORTOS POR ATRAPALHAR E INVESTIGAR AÇÕES CRIMINOSAS DE MILICIANOS PAULISTAS!

    APROPÓSITO, O PUBLICITÁRIO FOI MORTO POR SER CONFUNDIDO COM UM AUTOR DE SEQUESTRO RELÂMPAGO…
    O QUE PODE OCORRER COM QUALQUER UM DE NOSSOS ENTES!
    JAMAIS PODEREMOS ACEITAR A EXECUÇÃO SUMÁRIA E O CONTUMAR GENOCÍDIO SOCIAL, INDEPENDENTE DA MOTE E DO ALVO!

  8. Os números e índices são todos oportunamente maquiados…
    O PCC proibiu a matança em todo o Estado, para matar, deve haver julgamento nos tribunais do partido e quem desafia, morre, por força do poder paralelo do crime organizado, lastimável que os homicídios tenham sido reduzidos por haver desinteresse na matança, pois morticínio atrai polícia que atrapalha negócios e capitalização criminos!
    O PCC descobriu que altos índices de homicídios atrapalhava os negócios, e como empresa que é, visa lucros, tanto que se expandiu para o Mercossul,´para a Zona do Euro… inclusive abastecendo diversos estados, dentre eles o Roi de Janeiro!
    Condeno os exceços do PT e do PSDB e de qualquer outro, o que não é aceitável é a guerra instada neste Estado, não podemos aceitar que a vida humana nada vale e que a sociedade é bosta, como afirmou coronel na audiência pública, vou tentar postar o áudio na íntegra!
    O quadro da PM lá era rizível, atrás da banca presidente e do púlpito, prostraram diversos pms fardados e armado, dentre eles, diversos PMs cadeirantes, nas fileiras laterais, diversos PMs descaracterizados, com filmadoras, placas e brados…
    Oficialato ofendeu os presentes, ofendeu as autoridades presentes, foram pra cima do procurador e do defensor público, gritando e ofendendo…
    Somente membros da PM perderam a elegância, compostura e a sobriedade, tentando tumultuar e desfocar o ato democrático, tendo sido apenas um senhor sargento, de extremada sobriedade e dignidade, que teve a honradez e elegância de promover a vossa sustentação oral com respeito e isonomia! Parabéns a esse Senhor, e ele era tatiqueiro…
    TODOS SOMOS VÍTIMAS! E O MAIOR CULPADO É O DESGOVERNO DO PSDB, que poderia ser PT ou qualquer outro, afinal, todos são iguais…
    AS MAIORES VÍTIMAS SÃO OS FAMILIARES, SEMPRE!
    OS FAMILIARES DAS VÍTIMAS EXECUTADAS, INDEPENDENTE DE SEREM CRIMINOSOS OU NÃO, SÃO TRIPLAMENTE VÍTIMAS!
    OS FAMILIARES DOS CIDADÃOS VITIMADOS PELOS CRIMINOSOS, SÃO TRIPLAMENTE VÍTIMAS!
    OS FAMILIARES DOS POLICIAIS VITIMADOS, SÃO TRIPLAMENTE VÍTIMAS!
    OS FAMILIARES DOS POLICIAIS PRESOS PELAS DIVERSAS PRÁTICAS DE CRIMES, INDEPENDENTE DE QUAIS CARREIRAS OU DE QUAIS INSTITUIÇÕES SEJAM, SÃO TRIPLAMENTE VÍTIMAS!
    OS FAMILIARES DOS AGENTES PÚBLICOS QUE SÃO MORTOS POR MAUS AGENTES PÚBLICOS, POR APENAS ATRAPALHAREM INTENTOS ESCUSOS E CRIMINOSOS, SÃO TRIPLAMENTE VÍTIMAS!

    E DEVERIA PAIRAR A BOA FUMAÇA DOS DIREITOS HUMANOS A TODOS ESTES, QUE RESTAM DESAMPARADOS PELO ESTADO DE SÃO PAULO!

    A VIDA HUMANA PERDEU O VALOR E A ESSÊNCIA!

    AOS 1:36:30 O TAL CORONEL DEIXA BEM CLARO QUE A SOCIEDADE É UM BANDO DE BOSTA E QUE NO MP SÓ TEM INCOMPETENTE E QUE DEVERIA SER EXTINTA TAL INSTITUIÇÃO!

    MAUS POLICIAIS MILITARES PRESENTES DERAM UMA AULA PRÁTICA DE ANTIDEMOCRACIA, FALTA DE RESPEITO COM O PRÓXIMO E DE OPRESSÃO!
    IMAGINEM O QUE NÃO FAZEM NOS RINCÕES E NAS PERIFERIAS!

    OUTRA SENHORA QUE DEU UMA VERDADEIRA DEMONSTRAÇÃO DE EDUCAÇÃO, ELEGÂNCIA, TRANPARÊNCIA, DE IMPARCIALIDADE E DE COMPROMETIMENTO COM OS DIREITOS BASILARES DA PESSOAS HUMANA FOI A ESPOSA DE UMA CABO, QUE LÁ ESTAVA PRESENTE, TENDO METIDO A BOCA GERAL, COM PROPRIEDADE E ISENÇÃO!

    PARABENS AOS QUE PERPETRARAM E EDIFICARAM A DEMOCRACIA!

    • Então vamos colocar o PCC pra cuidar da segurança pública nos demais estados da federação… É cada uma!

    • Idiossincrática mesmo é a lógica de certos pensamentos. Quer dizer que para combater o crime o correto seria deixar a bandidagem tomar conta? Pobre Rudolph Giulliani, perdeu tempo e dinheiro perseguindo e punindo os criminosos, enquanto bastaria dar uma passadinha aqui no Brasil e se consultar com alguns luminares pra ver que índices de criminalidade baixam de verdade somente quando se deixa o crime se espraiar. Essa ideia é coisa de gênio…

  9. Hoje no Jornal da Band você apresentou reportagem de 1 homicídio, e no final da mesma matéria , a reporter fala sobre o aumento de homicídios que tem origem no ciúme, se bem entendi , 4 na última semana.
    Isto entra na estatística , certo ? E o que qualquer força policial pode fazer a respeito ?

    PS . a matéria era sobre homicídios no RGS

  10. Nada a haver com o texto. Só curiosidade. Tudo bem que é Olimpíadas, mas o que Marina Silva estava fazendo lá ?

  11. E pra não fugir do debate, é bom que se esclareça que “política de extermínio” é expressão historicamente empregada para nomear as práticas do Nacional-Socialismo de Hitler, o que dá bem a medida do descontrole que tomou conta do debate. Quem lê certa parte da imprensa e, infelizmente, escuta alguns ecos deste diletíssimo blog, deve achar que a Síria é aqui. Enquanto isso, como sói acontecer, os números teimam em desmentir os falsos alarmes. Nunca é demais repetir: a PM paulista, apesar de ser ima das mais preparadas do país, tam muito o que melhorar e os imperdoáveis erros cometidos ultimamente tem que servir de estímulo ao aperfeiçoamento e à punição dos culpados.No entanto, nada disso explica o clima Beato Salu que se instalou no debate. Em certos lugares este tom está mais que adequado. O que me preocupa mesmo é que ele atinja certas trincheiras de lucidez, como esta aqui.

  12. “Apesar de considerar a política de segurança pública do atual governo Alckmin uma lástima,…”
    Bem, isto você já deixou claro quando publicou no seu blog em 21/05/12 um texto de Fábio Nassif “Segurança Pública em SP: uma engrenagem de mortes e impunidade”. Esse sobrenome tem a ver com aqueloutro Nassif? Se tiver a explicação para o amontoado de baboseiras que ele escreveu já diz tudo.
    Na época fiz-lhe um contraponto dizendo que de acordo com o Mapa da Violência de 2011 São Paulo reduziu o número de mortos por 100 mil habitantes em 80% em apenas 10 anos, passando de 64 mortos em 2000 para 13 em 2010. Você pode não gostar do governo tucano, mas criticar a segurança pública paulista ignorando estes números é fazer o jogo político dessa corja petista.
    Contudo, acho que você foi longe demais apoiando a pantomina perpetrada ontem nas dependências do Ministério Público Federal. Porque o procurador Matheus Baraldi não entra com uma ação civil contra o governo petista de Jaques Wagner na Bahia cujo desempenho no Mapa da Violência citado aumentou 330,2%, passando de 12,9 para 55,5 mortes?
    E essa ridícula defensora pública Daniela Skromov, petista até os ossos? Reinaldo Azevedo no seu blog de hoje traz uma excelente biografia da referida, e arremata com a homenagem recebida por ela na Câmara Municipal de São Bernardo, por sua atuação contra a intervenção de Gilberto Kassab na cracolândia: “ORA, GENTE, É CLARO QUE FAZ SENTIDO, NÃO? UMA DEFENSORA NASCIDA EM AVARÉ SER PREMIADA NA CÂMARA DE SÃO BERNARDO, POR INCIATIVA DE PETISTAS, POR CONTA DE SUA ATUAÇÃO NA CIDADE DE SÃO PAULO”.
    E você ainda tem o desplante de achar que isso não é proselitismo político. Ora, ora, ora….

  13. Sr Pannunzio:
    Em nenhum momento, passou pela minha cabeça a MÍNIMA dúvida quanto suas intenções e atuações jornalisticas. Bem conheço seu caráter e dignidade profissional. Como liberal democrata, respeito TODAS as opiniões BEM INTENCIONADAS quer elas me agradem ou não. Não censuro uma vírgula de seus comentários. O respeito as opiniões alheias e a liberdade de expressão e contestação são a essência da democracia. Aprendi isto na escola, lá por volta de 1960, onde o debate político era livre e franco. Nesta época, discutiamos política, no mesmo colégio, Guilherme e Wladimir Palmeira, Wellington Moreira Franco, Gilberto Povina Cavalcanti, Flavio Santiago (ator), Tharseu Neherer(professor) e vários outros que com o correr do tempo tomaram rumos distintos na vida política brasileira.
    Entendo perfeitamente suas intenções e objetivos. O que não aceito é a utilização por terceiros de opiniões bem intencionadas para uso exclusivamente POLÍTICO PARTIDÁRIO. Não posso admitir a utilização dos lamentáveis fatos que enlutaram tantas famílias como ARMA POLÍTICA !
    Sua campanha pela melhoria da segurança pública em São Paulo e por um melhor treinamento e uma atuação mais humana e eficiente da Polícia Militar é louvável e meritória.
    Agora, uma campanha difamatória, desrespeitosa e injusta como planejaram e estão executando estes calhordas aproveitadores políticos da desgraça dos outros, usando inclusive SUAS posições justas e bem intencionadas, é uma covardia ! É uma empulhação mal intencionada!
    Dizer que a Polícia Militar (fundada no século 19) foi “instalada pela ditadura” é de uma ignorância e má fé inomináveis ! Estado democrático “social” com uma polícia (STASI ?) é brincadeira ! Aqui NÃO !

    • Concordo com tudo o que você disse, Jacutinga. Eu também fico perplexo com a politização de temas como esse. Vejo isso com péssimos olhos. Há muitas razões que justificam a discordância em relação às minhas posições. Ocorre que aparelhar o assunto com fins pol[iticos não é justo nem moral. Estamos falando de vidas que se perdem, policiais que são mortos, outros que matam, e de bandidos que conspurcam a ordem pública. É disso que o blog está tratando.

    • Sem querer vestir a carapuça ( mas já vestindo!), tenho duas coisas a pontuar:

      1. Continuo a prezar este blog e seu dono como um oásis de racionalidade e livre pensar. Sempre pronto a trazer opiniões claras, embasadas e livres de quaisquer cabrestos. Sejam eles financeiros, ideológicos ou parentais;

      2. Porém, teimo em achar que ele equivocadamente acompanha o tom falsamente escatológico que tem sido utilizado no debate sobre a segurança pública de São Paulo. Neste quesito, sigo o relator Jacutinga. Está mais do que claro que a discussão do tema está várias notas acima do tom, certamente impulsionada por vapores eleitorais.

      Pannunzio, como admirador seu, me sinto obrigado a ressaltar: em nenhum milésimo de segundo me passou pela cabeçorra alguma desconfiança sobre a sinceridade de suas posições. Muito menos cheguei a achar que elas adviriam de algum alinhamento político ou de preocupações eleitorais. Pode ter certeza, por mais que discorde, ainda sei separar o joio do trigo. Cheguei até a brincar com um amigo e dizer que você teria incorporado aquele tom catastrofista tão caro aos ecochatos, que sempre carregam o fim do mundo em seus coletes, sempre atrapalhando uma discussão mais séria sobre temas realmente relevantes. Continuo a achar que neste caso você deixa o caldo entornar um pouco. Sempre com as melhores intenções, ófi córsi.

    • Quem condena a policia de sp..o que sugerem para apolicia de outros estados onde os indices de violencia é infinitamente superior..

  14. Como explicar a continua queda nos indices de mortes em casos criminais por 100.000 habitantes que o estado de São Paulo tem, comparando com os índices alucinantes de crescimento dos outros estados. São Paulo teve os índices reduzidos a mais da metade emquanto o resto do país todos os estados tiveram aumentos alarmantes, caso por exemplo da Bahia e Alagoas que triplicaram os seus numeros.
    Aliás está patente, se São Paulo tiver governantes petistas seus indeces aumentarão descaradamente, novamente exemplo é a Bahia.
    Quem está certo, a rota na rua, as unidades de pacificação ou o eterno discurso furado de mais tolerância e recuperação.

  15. Vejamos:O estado de São Paulo ocupa o 25º lugar no Mapa da Violência 2012, publicado em maio pelo Instituto Sangari e registra hoje uma taxa de 10 homicídios/100 mil habitantes, uma das mais baixas do país. Só para ilustrar, o Rio de Janeiro registra a taxa de 30 homicídios/100 mil habitantes, e Alagoas chegou à impressionante taxa de 73 homicídios/100 mil habitantes. Tudo isso parece incomodar muito algumas pessoas, que tentam, por várias medidas, atacar e enfraquecer uma das mais bem preparadas e ativas polícias do nosso país. Essas pessoas ignoram muitos fatos e verdades. Neste ano, tivemos mais de 50 policiais militares assassinados covardemente e temos hoje mais de 5 mil policiais militares que ficaram inválidos na luta contra o crime.

    Pannunzio, diante destes números você tem algo a comentar?

  16. Sempre considerei o PSDB um partido de esquerda. O Governo FHC com suas políticas assistencialistas e de multiculralismo, foi bom, no entanto, o foi, predominantemente graças ao PFL que fez valer as reformas necessárias ao estado (Privatizações, Liberdade de comunicação (TV à cabo é desta época), navegação de cabotagem, lei de responsabilidade fiscal etc… é por isto que o considero o melhor presidente desta banânia.

    Nesta banânia não há um partido liberal na essência, como foi Partido da Refundação Republicana de Giscard D’estaing, ou um Torie de Margareth Tatcher, ou o Partido Republicano de Reagan (antes dos neo-pentecostais se infiltrarem nele).

    Não sou neo-liberal (não adoto o novo acordo ortográfico), como diz Carlos Alberto Sardenberg, sou liberal, e como liberal, não tenho um partido sequer para me enquadrar.

    A banânia tem 50 partidos políticos, e nenhum é liberal (talvez o Democratas), entretanto, lendo os últimos textos do César Maia, parece que está cada vez mais afincado com o funcionalismo público.

    Sou favorável à livre escolha do cidadão (desde que não utilize recursos do erário) para se drogar, para abortar, para mudar de sexo o que for. A liberdade individual é suprema e se sobrepõe à vontade do “povo”, desde que sem usar recursos do erário.

    Isto é liberalismo, você sendo senhor de suas próprias ações e respondendo por suas conseqüências. Portanto, quer fumar crack, fume, mas fume sem incomodar ninuém, e depois, não venha pedir pensão e spa para viciados. Cuide de sua vida, aceite suas escolhas.

    Eu fumo um pacote de Hollywood por semana, mas garanto, que ninguém ouvirá um aí de mim, quando o enfisema me tomar, pois acredito em responsabilidade, em causa e efeito e sei mui bem o que estou fazendo.

    Quanto menor o estado mais eficiente ele é.

    Infelizmente não há nehum partido Liberal na banânia, assim, sou obrigado a escolher o mal menor, o Democratas ou o PSDB (se bem que se dependesse do Sérgio Guerra já estaria no governo, com alguma secretaria, provavelmente da pesca).

    Peço escusas pela delonga do texto, mas gostaria de deixar claro que minha visão de segurança não tem relação com partidarismo ao final das contas. Em segurança pública acredito na teoria da janela quebrada, a qual o senhor deve conhecer.

    Tenho pelo senhor uma simpatia atávica (provavelmente somos oriundi da Emilia-Romagna ou do Piemonte, espero que seus ascendentes não sejam da Campanha ou da Basilicata (máfia). Agradeço sua intercessão quanto à Indy, apesar de saber que para a Band futebol é o mesmo que crack para os zumbis (alíás, acho que algum dia em que o futebol profissional for banido da banânia, vão transmitir futebol na praia, tal o grau de dependência do ludopédio).

    Com protestos de consideração e respeito e um bom final de semana.

    • Na mosca. Embora não seja assim tão liberal quanto você, também eu não me sinto representado em nenhum partido.

      Me parece que nossos partidos têm medo de assumir essa posição mais liberal. Sei lá, talvez pela doxa atual, tão esquerdista.

  17. Ora, ora, Pannunzio, seus leitores contumazes são bem temperamentais, não?
    Quanto a notícia é desfavorável ao PT, eles te aplaudem.
    Quando é desfavorável ao PSDB, te acusam de fazer campanha pró PT! Como se você tivesse “mudado de lado” como quem muda de cueca!
    Agarram-se a dados ultrapassados – e, não duvido nada, “maquiados”- para contradizê-lo, é patético!
    Aí desenterram as teorias conspiratórias, o Foro de SP, o Kmer Vermelho, para “embasar” suas crenças de que todo o mal só pode partir dos petistas.
    RA realizou uma lavagem cerebral muito bem sucedida, como vc pode constatar…

    • O foro de São Paulo ou o Kmer Vermelho não são teorias conspiratórias. São fatos tão reais quanto sua … ou a gravidade.

      O segundo matou milhões de fome o primeiro chegará, com a ajuda do bispo, do Paulo Henrique Amorim, do Sarney, do Collor, do Calheiros e de toda a turma dos mensaleiros a fazer algo similar.

      hei, gênio, sabia que o Che guevara matou 163 pessoas diretamente?Ah ele também não tomava banho (em cuba com 40º Celsius) imagine o mal-cheiro.

      É isto aí adolescente, continue acreditando no que propõe seu professor fracassado de História.

    • Eu não disse que todas eram teorias conspiratórias! Tem uma vírgula separando as palavras, eu estava ENUMERANDO os fatos!

    • Em resposta à leitora Vivi e aos que concordam com ela:

      Então me dá uma explicação razoável para o petista Valter Pomar, Secretário Executivo do Foro, estar discursando em espanhol para uma platéia com o mensaleiro Zé Dirceu (representando o Lula, segundo o Valter) e dezenas de partidos comunistas em Caracas neste mês. Também me explique o que você entende pelo termo “resolução”, uma vez que o Secretário do Foro citou três delas determinando que os membros do Foro as cumpram.

      http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&NR=1&v=RPjHlfmNx1E

      Explique também o que significa a resolução de 2011 em defesa do Polo Democrático Alternativo de Colombia e do “movimento guerrilheiro” da Colômbia, a fim de obrigar o Governo Colombiano a abandonar o combate sob o pretexto de realizar diálogo em nome da paz.

      http://forodesaopaulo.org/?p=564

      Não vejo diferença alguma dos que atacam as forças repressivas do estado paulista e dos que atacam as forças colombianas. Conscientemente ou não, são todos aliados dos criminosos, agindo em favor de movimentos que buscam corroer as instituições democráticas, as quais foram criadas depois do período autoritário das décadas de 70-80.

      Já você, a Defensora, o Procurador, o Paulo Henrique Amorim, o Pannunzio e o Zé Dirceu parecem pensar de outro modo. É direito de vocês, mas seria bom que vocês dessem uma explicação razoável à sociedade e, principalmente, aos policiais militares que ganham pouco para nos proteger.

      Mario.

    • Que tal dar sua opinião ao invés de desqualificar todas as outras? “RA fez lavagem cerebral”…. Meio debochado e desrespeitoso, não?

      Algo te leva a crer que os dados são adulterados? O Mapa da violência é divulgado em nível federal. É nele que se vê a imensa queda dos homicídios em SP. Parece que vc é que está com dificuldade de encontrar mérito aonde existe no partido adversário….

      Abs

  18. Caro Pannunzio, sou um dos seus mais ferrenhos críticos com relação a essas matérias envolvendo a Polícia Militar e Segurança Pública, pois sou militar da reserva e sempre trabalhei honestamente. Por outro lado, se leio suas matérias é porque admiro seu trabalho jornalístico, caso contrário nem perderia meu tempo. Procure refletir sobre algumas colocações que fiz, do mesmo modo que eu tenho levado em consideração cada argumento de seus artigos. Creio que assim como eu, outros leitores também desejam continuar lendo suas matérias que, até então foram pautadas pela sobriedade sem perder a energia e a perspicácia. No final das contas, todos nós que queremos e lutamos por um país melhor estamos no mesmo time! Nesse ponto, você sempre vai contar com meu apoio. Parabéns!

    • Sr. Luis Fernando, já comentei vários comentários (perdão pela disritmia gráfica) neste post, e não quero ser desagradável, entretanto, tenho comigo que devo elogiar sua tentativa em demonstrar ao editor do Blog que ele está a fazer o jogo dos inimigos, quando mantém uma postura de inarredável esquerdopatia em agasalhar este frenesi socialista em relação à Polícia Militar do Estado de São Paulo.

      É imperioso salvaguardar o direito de criticar as funções estatais, no entanto, concordo com vossa mercê, que o editor do blog, está na verdade entrando na onda vermelha de petralhar a PM.

      Gostaria eu que a PMSP fizesse cursos na força policial preventiva/repressiva de meu estado, afinal, todos aqui parecem uns bananas.

      Há inclusive uma cartilha aos praças recém-formados que não devem averiguar em buscas pessoais ou sequer parar no trânsito pessoas negras sob pena de punição (saída do choque) por problemas com as forças politicamente corretas que deduzem que a revista pessoal em pessoa negra é automaticamente racismo ( e o estado vai ter que pagar a indenização, portanto, revista em negros está proibida).

      Como pode o editor do blog culpar a soldadesca, quando, todos estão à lhe imputar um desvio de conduta, afinal, se prede é porque prende e se não prende é porque não prende ?

      Tenho para comigo e creio que o Sr. irá entender, que mantida a disciplina e a hierarquia, não há descontrole da tropa.

      O duro é que os civis não entendem como funciona a hierarquia militar, e estes, não conseguem explicar como funciona um código de conduta.

      Escola de Aprendizes Marinheiros, havia o bife à milanesa, hoje , está proibido, pois, segundo os Petistas ofende a dignidade da pessoa humana. (prefiro estar com a cintad’agua em alarmente situação, em sotavento, com a bujarrona solta à flámula, matrilhos em barbicacho e gávea com duas mulheres à enfrentar esta manada comunista).

      Alvissaras à Luis Fernando. Embora militar, espero que um Liberal.

  19. nonsense….se a justiça nao mantém os facinoras presos e a sociedade cobra da policia solução para o problema que resta a policia fazer??????

  20. Prezado Pannunzio,

    “Ocorre que muitos leitores, inclusive alguns que acompanham o blog há muito tempo, têm suspeitado de que o foco nos problemas da segurança paulista têm razões ocultas, de natureza eleitoral ou ideológica, o que absolutamente não é verdade”

    As razões não são ocultas coisa alguma. É narcotraficante querendo intimidar a Polícia Militar para movimentar um mercado de bilhões de dólares. Trata-se de um discurso que ganhou corpo no Foro de São Paulo, cujos fundadores incluem o PT e as FARC, a qual continua marcando presença lá por meio de partidos petralhas da Colômbia . Está tudo documentado no seguinte site:

    http://forodesaopaulo.org/

    Mas é direito seu pensar que nada disso tem a ver com o discurso contra a Polícia Militar. Que haveria, sim, um estado de calamidade na Segurança Pública paulista. Entretanto, acho temerário apoiar este tipo de discurso quando os principais prejudicados são homens pobres, que andam com fardas e arriscam a vida em nossa defesa. A Defensora e o Promotor estão bem seguros em suas respectivas salas, mas os policiais que patrulham a cidade por um salário oito vezes menor que o dos dois burocratas de terno não.

    Pensando exatamente nisso, pensando na intimidação covarde da imprensa, do MP e da Defensoria contra a atuação policial, o Comandante fez um discurso corajoso para tranquilizar cem mil policiais militares, que têm famílias e são em sua maioria pessoas decentes. Embora você não tenha publicado a defesa do Comandante da PM, peço sua permissão para reproduzi-la na área de comentários:

    “Carta ao Povo de São Paulo e do Brasil

    A Polícia Militar defende e protege 42 milhões de pessoas que residem no estado de São Paulo. Para quem pergunta se a população confia na Polícia, os números falam por si: no último ano, atendemos a mais de 43 milhões de chamados de pessoas pedindo ajuda, socorro e proteção; realizamos 35 milhões de intervenções policiais, 12 milhões de abordagens, 310 mil resgates e remoções de feridos e 128 mil prisões em flagrante (89 mil adultos e 39 mil “adolescentes infratores”); apreendemos 70 toneladas de drogas e mais de 12 mil armas ilegais; recuperamos 60 mil veículos roubados e furtados. De janeiro a junho, a população carcerária do estado cresceu de 180 mil para 190 mil presos, o que representa 40% de todos os presos do Brasil.

    O estado de São Paulo ocupa o 25º lugar no Mapa da Violência 2012, publicado em maio pelo Instituto Sangari e registra hoje uma taxa de 10 homicídios/100 mil habitantes, uma das mais baixas do país. Só para ilustrar, o Rio de Janeiro registra a taxa de 30 homicídios/100 mil habitantes, e Alagoas chegou à impressionante taxa de 73 homicídios/100 mil habitantes. Tudo isso parece incomodar muito algumas pessoas, que tentam, por várias medidas, atacar e enfraquecer uma das mais bem preparadas e ativas polícias do nosso país. Essas pessoas ignoram muitos fatos e verdades. Neste ano, tivemos mais de 50 policiais militares assassinados covardemente e temos hoje mais de 5 mil policiais militares que ficaram inválidos na luta contra o crime.

    Mesmo assim, não iremos nos acovardar. A Polícia Militar de São Paulo continuará sendo a força e a proteção das pessoas de bem que vivem em nosso Estado. Como policial, tenho orgulho de fazer parte dessa grande instituição e, como comandante, tenho orgulho dos 100 mil profissionais que trabalham comigo na luta contra o crime.

    Peço a todas a pessoas de bem que acreditam em nosso trabalho que divulguem essa carta.

    Muito obrigado!!!

    Roberval Ferreira França
    Coronel PM
    Comandante Geral”

    Cordialmente,

    Mario.

  21. O problema da violência na polícia de São Paulo é essa excrescência chama Polícia Militar. Em um Governo que respeita o Estado Democrático Social de Direito, teríamos somente uma polícia, com somente um comando e todos enquadrados em seus crimes nos códigos civil e penal. Não é somente a Polícia Militar do Estado de São Paulo que comete estes abusos, são todas as Policias Militares instaladas pela Ditadura no Brasil e que até hoje nenhum governante teve peito e coragem civil e de cidadania de extinguir. O corporativismo inicia quando estes mesmos policiais fazem parte de uma “corporação”. É evidente que a criminalidade galopante consegue fazer ver por parte desta mesma sociedade que os grupos de extermínio devem existir (o pensamento funde a aqueles que anseiam fazer justiça com as próprias mãos), mas quem ainda pensa e raciocina com o estado democrático de direito tem a obrigação de bradar contra estes abusos perpetuados pela cegueira governamental extremamente repugnante. Faço eco à suas palavras, atrelar as ações ao momento político-eleitoral e parte deste jogo insuportável que se transformou a política e os políticos brasileiros. Basta Agora e já de impunidade em todos os níveis.

    • O Estado Democrático “Social” de Direito é por sua conta, e já demonstra sua visão politicamente correta dos fatos, o que enviesa qualquer posição racional, pois, se colocar o elemento “social” na equação, sempre haverá de se desprestigiar a legalidade em favorecimento de um ambiente “socialmente aceitável”, o que destorce a efetividade do direito.

      Aos neófitos!!!! O direito não busca a justiça social, busca sim a paz social e resolução dos conflitos segundo as leis.

      A deturpação deste princípio gera a anarquia e a insegurança jurídica, pois, “social” pode servir mui bem aos petralhas quando pretendem deturpar a Justiça.

  22. caro Pannunzio …goste vc ou não , São Paulo é a cidade mais segura do Brasil com um índice de 10,3 homicídios por 100 000 hab……Curitiba possue 30homicídios por 100 000 hab ………Terezina está com 60 homicídios por 100 000 hab ……esses dados foram exibidos ontem por sua colega Leilane Neubarth no informativo da globo news das 18 h ……..no Rio de Janeiro mata-se muito mais que em São Paulo mais o governador e o prefeitinho ,me parece , são os queridinhos da imprensa oficial chapa branca ……a esgotosfera …..os dados numéricos são irrespondíveis mesmo que os petralhas achem o contrário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *