O site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) acaba de divulgar o último levantamento do sistema DETER (Detecção de Desmatamento em Tempo Real),...

O site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) acaba de divulgar o último levantamento do sistema DETER (Detecção de Desmatamento em Tempo Real), feito com o auxílio de imagens de satélite. O resultado aponta que a área devastada em julho deste ano foi de 836,5 quilômetros quadrados, 157% superior à verificada em julho do ano passado, que foi 323 km2.

A justificativa que o governo tem usado para contestar os dados não se aplica à situação agora verificada. A cobertura de nuvens, que impede a observação acurada do que se passa sobre o solo, foi menor em julho de 2008 do que no mesmo período de 2009. Um ano atrás, as nuvens cobriam apenas 19% da área obervada, ao passo em que no mês passado elas estavam sobre 23% da região.

O dado é péssimo para o país e especialmente para o governo, que vem enfrentando críticas em relação ao desleixo ambiental até mesmo da base do PT. O Brasil, guindado à condição de grande poluidor, chega à cúpula do Clima, que começou hoje em Bonn, na Alemanha, com as mãos abanando e os discursos vazios.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *