Chama o Exército!

Eliane Cantanhêde

Dilma não só mandou cortar o ponto dos grevistas como aprovou um projeto do Exército para garantir a integridade dos prédios públicos e a oferta de serviços essenciais em caso de ameaça externa improvável e principalmente de greves que se multiplicam.O sistema “Proteger” está orçado em R$ 9,6 bilhões e, com o Sisfron, de monitoramento de fronteiras, vai custar R$ 21 bilhões em 12 anos, apesar de Dilma argumentar com a crise internacional e com a falta de recursos para não dar aumentos no setor público. O único acordo foi com professores de universidades federais e, mesmo assim, polêmico.São 13.300 alvos estratégicos do “Proteger”, 371 prioritários, como refinarias, hidrelétricas, centrais de telecomunicações e as principais estradas. Brasília, que abriga os três Poderes e as embaixadas, é listada como o alvo número um.Para definir o sistema, o Exército estudou casos exemplares, como a invasão da CSN, a greve da refinaria de Paulínea e um curto na rede de Tucuruí, que não teve influência de grevistas, mas afetou boa parte do país.Isso mostra que Dilma não brinca em serviço. Se a democracia prevê o direito de greve, prevê também a garantia dos prédios públicos e dos serviços essenciais à população. Em caso de risco, os militares entram.É uma boa lembrança quando a elite do funcionalismo testa forças com a presidente: Polícia Federal, Banco Central, Itamaraty, oficiais de inteligência, defensores públicos, auditores da Receita, agências reguladoras Anatel, Aneel…. Nem todos estão de greve, mas se uniram num movimento único de reivindicação.O governo avalia que a pressão acaba no dia 31, com a entrega do Orçamento de 2013. É uma visão muito otimista. Os servidores engoliram sapos e ficaram quietos na era Lula como CUT, UNE, MST e resolveram devolver agora com Dilma. Não vão recuar tão cedo. O governo do PT revida botando o Exército na parada.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Opinião – Chama o Exército! – 09/08/2012.

Comentários

3 thoughts on “Chama o Exército!

  1. Independente de partido ou ideologia, o fato é que os estudantes forma pegos de refém para negociar interesses dos professores.

    Sabemos que é muito fácil servidor público fazer greve e deixar toda a população que depende do serviço público na mão.

    É preciso de uma vez por todas uma reforma do Direito Administrativo que valha para todo o Brasil. A estabilidade e o corporativismo está acabando com o nosso país.

  2. Agora, na hora do aperto o Exército pode ser chamado para enfrentar as greves na maioria dos setores da área federal. Este Exército sucateado pelo governo do revanchista PT. A presidente alega que não tem como atender as reevindicações dos grevistas, por falta de recursos. Pergunto: porque existe dinheiro para as obras eleitoreiras e superfaturadas do PAC? porque o dinheiro do povo desce ralo abaixo através da corrupção?
    Eu só quero saber.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *