SIMONE IGLESIAS, da Folha de São Paulo No momento em que a pré-candidatura da senadora Marina Silva (PV-AC) à Presidência ainda é digerida no...

SIMONE IGLESIAS, da Folha de São Paulo

No momento em que a pré-candidatura da senadora Marina Silva (PV-AC) à Presidência ainda é digerida no governo e no PT, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) aproveitou ontem evento sobre saneamento para falar da questão ambiental do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

A ministra, provável nome petista para a sucessão de Lula e que tem sua imagem atrelada ao PAC, citou o que chamou de “respeito” do governo federal à água e ao ambiente -tema-chave de Marina.

“É impossível termos vida se não tivermos respeito à água. Respeitar a água é respeitar os mananciais, respeitar os mananciais é respeitar o meio ambiente. Esse programa de saneamento é em primeiro lugar o respeito às águas desse país”, disse a ministra da Casa Civil.

A seguir, Dilma falou por cerca de dez minutos sobre melhorias feitas pelo governo nas áreas de esgoto e saneamento para, logo depois, retomar a discussão sobre ambiente.

“Como iniciei minha fala, no centro da vida nas cidades estão nossos rios porque precisamos disso para viver. Respeitar esses rios é algo fundamental.”

Segundo a ministra, o governo está demonstrando que é possível cuidar do ambiente, realizar obras de infraestrutura e ainda assim ter ganhos econômicos. “Hoje estamos tratando nossos mananciais e isso significa desenvolvimento sustentável. Temos que comemorar que estamos fazendo isso produzindo também riqueza para o país, que é possível ter política social que signifique ganhos econômicos.”

Escolhida pelo presidente Lula como sua candidata à sucessão, Dilma poderá enfrentar na campanha do ano que vem a senadora Marina Silva, que deixou o PT e se filiou no último fim de semana ao PV.

Enquanto ministra do Meio Ambiente, Marina travou seguidos embates com Dilma. Um deles foi por conta da pressão do Planalto para a concessão de licenças ambientais para a construção de usinas hidrelétricas do rio Madeira -obras que fazem parte do PAC.

Se você é assinante da Folha, clique aqui para ler a íntegra da cobertura.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *