Creches são desafio para candidatos em SP

As principais propostas dos candidatos à Prefeitura de São Paulo para solucionar o problema da falta de vagas em creches apresentam falhas e sofrem críticas de especialistas em educação. Segundo a prefeitura, há 145 mil crianças na fila por uma vaga no município.

A maioria dos candidatos inclui em suas propostas o uso de convênios com a rede particular, instituições filantrópicas, faculdades e outras instituições até que sejam construídas novas unidades.

Soninha (PPS) propõe também criar a bolsa creche –dinheiro para as famílias pagarem escolas particulares.

Mas especialistas criticam o mecanismo. Gabriel Chalita (PMDB) chegou a ser vaiado em evento após fazer a proposta de convênios.

“Em geral, o serviço é de pior qualidade”, diz Romualdo Portela, da Faculdade de Educação da USP.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Creches são desafio para candidatos em SP – 20/08/2012.

Comentários

One thought on “Creches são desafio para candidatos em SP

  1. Prezado Pannunzio,

    Veja que lixo a classe política do país: o sujeito quer ser Prefeito de São Paulo e, diante da incompetência estatal, acha razoável enfiar a criançada pobre em creches particulares. Até entendo o lado deles: a demanda é grande demais para a ineficiência da burocracia. Afinal os políticos têm de enfiar em algum lugar a criançada. Isso, no entanto, não lhes tira a pecha de lixo, porque – como diz o Serra- lixo é lixo.

    Então a cabeça do político funciona assim: “pobre sem creche + incompetência confessa = mandar o particular educar a criançada”. Tudo remediado? Não, esta classe política continua aí parasitando a sociedade: aumenta o IPTU, cobra ISS, inspeciona carros novos e multa quem não os leva para a inspeção. Isso nunca falha nem é terceirizado…

    O Município de São Paulo tem uma receita enorme e, com todo esse dinheiro, seus políticos não são capazes de administrar creches.

    Recomendo ao próximo prefeito o filme “A Creche do Papai” com Eddie Murphy…

    Mario.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *